Questões para estudo - Comentário Bíblico 1Coríntios

Compartilhe:  Compartilhar no WhatsApp Compartilhar no Facebook

Faça download do questionário com espaço para respostas

Download PDF


Capítulo 1

  1. De que formas específicas a cultura de Corinto contribuiu para as questões e preocupações que Paulo desenvolve em seus escritos a essa igreja?

  2. Proponha algumas formas pelas quais a cultura coríntia encontra paralelos contemporâneos.

  3. Especula-se que o apóstolo Paulo tenha escrito várias cartas a essa igreja. Quantas foram? Como se explica a possibilidade de algumas terem se perdido?

  4. Que dois fatores levaram Paulo a sentar-se para escrever 1Coríntios?

  5. Cite e explique o versículo-chave dessa carta. De que forma ele se relaciona ao tema de Paulo ao longo da epístola?

  6. De que forma(s) específica(s) os cristãos coríntios entenderam mal o evangelho?

  7. Que princípios de liderança podem ser extraídos da abordagem de Paulo aos problemas dessa igreja?

  8. Quem era Sóstenes? Seria possível que Paulo tivesse um “propósito oculto” ao mencioná-lo? Qual poderia ter sido?

  9. Explique a saudação de Paulo. Qual é a importância de “graça” e “paz”?

  10. Sugira pelo menos quatro assuntos que Paulo apresenta nos primeiros nove versículos de sua carta.

Capítulo 2

  1. Sugira várias formas pelas quais Paulo estabelece sua autoridade para lidar com os problemas nessa igreja.

  2. Paulo cita quatro facções distintas nessa igreja. Cite e explique cada uma delas.

  3. Se você tivesse de identificar as “posições” adotadas por quem divide a sua igreja, quais seriam elas?

  4. Explique a posição de Paulo sobre o batismo. Por que ele dá tanta importância ao fato de que batizou tão poucos naquele grupo?

  5. Que motivos específicos os judeus e os gregos têm para rejeitar a verdade simples do evangelho?

  6. O que Paulo propõe como “loucura” contra a sabedoria do mundo?

  7. Por que o mundo não consegue conhecer Deus por meio de sua própria sabedoria?

  8. Como então é possível, do ponto de vista de Paulo, que uma pessoa venha a conhecer Deus?

  9. Na análise de Paulo, o que exatamente Deus usou para “envergonhar os sábios”?

  10. Cristo é descrito como tendo se tornado sabedoria, justiça, santificação e redenção para nós. Explique a importância de cada uma dessas coisas para Paulo.

Capítulo 3

  1. Como a verdadeira espiritualidade se relaciona com a “sabedoria da cruz”?

  2. Como você descreveria a atitude e a abordagem de Paulo ao pregar aos coríntios? Por que você acha que ele se sentia assim?

  3. Onde Paulo deseja que a fé de seus leitores se “apoie”?

  4. Do ponto de vista do escritor, quem são os “maduros”? Como eles compreendem a “sabedoria da cruz”?

  5. Enumere diversos princípios de evangelismo que você consegue discernir nesse texto. De que forma você planeja colocá-los em prática em sua própria vida e ministério?

  6. De acordo com esse texto, o que a mente e o coração humanos são incapazes de conhecer? E quem conhece isso?

  7. Descreva o “homem natural”. Quem é essa pessoa? Esse indivíduo é salvo ou não? Explique.

  8. Descreva o “homem espiritual”. O que, especificamente, torna essa pessoa “espiritual”?

  9. Com base nesse capítulo, sugira diversas formas específicas pelas quais você pode começar a adquirir as características da pessoa espiritual.

  10. O que significa ter a mente de Cristo? O que isso tem a ver com possuir o Espírito Santo?

Capítulo 4

  1. Descreva os indivíduos nesse capítulo que são descritos como “carnais”. Você considera que eles são salvos? Como Paulo explica o comportamento deles? Você conhece gente assim?

  2. De que forma a questão da maturidade se relaciona com a questão da carnalidade? Seja específico.

  3. Como você caracterizaria o método de Paulo para o crescimento da igreja? Haverá princípios aqui que possam ser transferidos para um cenário contemporâneo?

  4. Compare e diferencie as metáforas da “lavoura” e da “construção”. Por que o escritor teria misturado essas metáforas?

  5. Compare e diferencie a importância do alicerce versus a construção do templo.

  6. O escritor cita dois tipos de material para descrever a qualidade do trabalho realizado por cada indivíduo. Quais são eles? Qual é a importância de cada um?

  7. Em que sentido podemos dizer que o Espírito Santo habita a igreja como santuário?

  8. Em que sentido as pessoas que violam o santuário de Deus serão “destruídas”? Elas são crentes ou incrédulas?

  9. Defenda a afirmação de Paulo de que os “pensamentos dos sábios... são pensamentos vãos” considerando os modernos avanços científicos na medicina e na tecnologia.

  10. Uma vez que Cristo é Deus, como é possível dizer que ele “pertence” a Deus?

Capítulo 5

  1. Ao comparar os vários termos que Paulo poderia ter usado para descrever seu relacionamento com Cristo e com sua igreja, o que significa o fato de ele ter optado pelo termo “ministro” no versículo 1?

  2. Compare e distinga os termos “ministro”, “despenseiro” e “fiel” em sua relação com o ministério apostólico.

  3. De que forma Paulo caracteriza a diferença entre a visão da igreja que ele concebe e a que parece estar se desenvolvendo em Corinto?

  4. Que conselhos práticos podemos derivar do versículo 5 no que diz respeito a “julgar antes do tempo”? A que “tempo” ele se refere? Quem estará envolvido nesse julgamento?

  5. Por que Paulo descreve seu ministério como um “ministério de morte”? De que forma a abordagem dele ao ministério pode servir de corretivo útil para os modernos métodos de crescimento de igreja?

  6. Proponha três princípios fundamentais de discipulado extraídos desse capítulo.

  7. Liste vários princípios metodológicos da abordagem de Paulo ao discipulado que podem ser obtidos desse capítulo.

Capítulo 6

  1. Como Paulo recebeu a informação a respeito da imoralidade na igreja? Há algum princípio a ser extraído dessa situação em relação a quando e se uma ação disciplinar deve ser tornada pública? Qual seria?

  2. Qual era o problema de “atitude” que impedia os cristãos coríntios de agir nessa situação? De que forma(s) era possível dizer que a igreja compartilhava parte da responsabilidade pela grave natureza desse pecado?

  3. Nos versículos 3-5, encontramos uma janela que permite vislumbrar como a igreja primitiva pode ter tratado questões que exigiriam ação disciplinar. Detalhe esse procedimento. De que forma a igreja contemporânea pode se apropriar desse procedimento?

  4. O que significa ter o “poder” de Cristo?

  5. Explique o que significa ser “entregue a Satanás”. Que consequências isso traz? Como isso se relaciona com a salvação do indivíduo?

  6. Discuta a importância simbólica do “fermento” na Bíblia. De que forma Paulo o aplica aqui?

  7. Que festa Paulo estava prestes a celebrar quando escreveu essa carta? De que forma esse tempo festivo influenciou o que o apóstolo escreveu nesse capítulo?

  8. Como é possível separar o que é um relacionamento legítimo com pessoas não salvas do que Paulo entenderia como inapropriado?

  9. A questão do exercício do julgamento na igreja tem um papel importante no pensamento de Paulo. De que forma isso antecipa o que virá no capítulo seguinte? Relacione essa função ao papel da igreja no reino messiânico.

  10. Quando e como Deus “julgará” aqueles que estão fora da igreja?

Capítulo 7

  1. Compare e estabeleça as diferenças entre a atitude judaica em relação a recorrer aos tribunais seculares e o que Paulo apresenta aos cristãos do Novo Testamento.

  2. De que forma você caracterizaria a atitude de Paulo em relação aos fiéis que foram se enfrentar nos tribunais? Por que esse comportamento é indigno deles como membros da igreja de Cristo?

  3. Por que Paulo sugere que os cristãos, ao levarem seus problemas a um tribunal civil, já “perderam” sua causa?

  4. De que forma(s) você limitaria o ensino desse capítulo? Como você o aplicaria a um contexto moderno?

  5. Como você caracterizaria o legalismo na igreja de hoje?

  6. Como você caracterizaria a influência da libertinagem na igreja atual? Quais dessas duas cosmovisões é mais dominante em nossa cultura? De que forma as igrejas deveriam lidar com isso?

  7. É possível ser homossexual e verdadeiramente salvo? Como você interpreta o versículo 9 em relação ao evangelho? Como a igreja deve lidar com homossexuais que desejam se tornar membros?

  8. Consulte os termos “santificar” e “justificar” em um dicionário bíblico ou teológico. Defina e diferencie esses dois termos. Por que Paulo apela para essas doutrinas nesse capítulo? Que impacto prático ele deseja alcançar?

Capítulo 8

  1. Explique o problema associado com o tema desenvolvido na segunda parte de 1Coríntios 6. Qual é o assunto tratado? Qual é sua importância prática para esses cristãos?

  2. Como essa seção se relaciona com as questões levantadas no capítulo 10 dessa carta? Que influências culturais estavam servindo de pedra de tropeço para esses cristãos?

  3. Qual é a importância da expressão “todas as coisas me são lícitas”? Quem eram as pessoas que a usavam? Paulo concorda? Por que ele aborda essa questão?

  4. Como é possível que algumas coisas possam ser lícitas, mas não proveitosas? Dê alguns exemplos da sua própria vida e igreja.

  5. Explique o “princípio do controle” desse capítulo. Há áreas da sua vida pessoal que entram nesse quesito? O que você está fazendo para eliminar esse “controle” da sua vida?

  6. O que a doutrina da ressurreição diz a respeito do propósito do corpo segundo o ponto de vista de Deus?

  7. De que forma(s) a realidade do Espírito Santo que habita em nós é um incentivo à pureza moral?

  8. O pecado é sempre algo terrível. Para Paulo, no entanto, o pecado da imoralidade era especialmente hediondo. Por quê?

  9. Descreva com uma palavra qual é a melhor reação diante da tentação de cometer pecado sexual.

  10. Sugira algumas formas práticas de demonstrar ao mundo que você é “propriedade” de Deus.

Capítulo 9

  1. Explique a importância da expressão “quanto ao”, que aparece pela primeira vez nessa carta em 7.1.

  2. Sugira algumas formas práticas pelas quais o ensino de Paulo sobre as obrigações mútuas do marido e da esposa (v. 1-5) pode ser aplicado de forma criativa em um ambiente de aconselhamento matrimonial.

  3. O que Paulo queria dizer com “digo isto como concessão e não como mandamento” (v. 6)?

  4. Anote alguns motivos pelos quais Paulo advoga em favor do solteirismo no momento em que escreveu a carta. Há situações no contexto moderno em que esse conselho continua sendo recomendável? Quais são elas?

  5. Que razões positivas Paulo sugere para que cônjuges cristãos continuem fiéis a seu parceiro descrente em vez de divorciar-se dele?

  6. Paulo está defendendo a escravidão no versículo 22? Se não, do que exatamente ele está falando aqui e onde entra a escravidão nisso? Sugira outra passagem do Novo Testamento que ensina a mesma verdade.

  7. Explique a natureza da “angustiosa situação presente” citada aqui no contexto dos jovens que desejam se casar.

  8. Qual é o significado de “o tempo se abrevia” no versículo 29? De que forma isso representa a cosmovisão de Paulo? Por que isso é importante para os leitores do primeiro século?

  9. Alguns pensam que Paulo ensina o celibato nesse texto. Você concorda? Se não, o que então ele está dizendo sobre a vida como solteiro para que ela seja recomendável aos cristãos dessa igreja primitiva?

  10. Explique a importância do versículo 39 para a questão do divórcio e do novo casamento para um casal de cristãos. De que forma podemos relacionar esse ensino com o de Jesus nos evangelhos e com o ensino de Paulo em outros textos?

Capítulo 10

  1. Qual é a fraqueza de se possuir conhecimento?

  2. No versículo 2, o que Paulo está dizendo sobre a limitação do conhecimento?

  3. Por que a questão de comer a carne oferecida aos ídolos era um problema tão grande na igreja coríntia?

  4. Nos versículos 4-6, por que a ingestão do que tinha sido sacrificado aos ídolos era tão abominável?

  5. No versículo 7, Paulo está falando de cristãos que continuam comendo alimentos sacrificados aos ídolos? Ou está descrevendo as práticas dos coríntios pagãos?

  6. Na questão da comida, o consumo ou a abstenção de determinados alimentos tem alguma relação com a verdadeira espiritualidade?

  7. Qual é o papel da consciência na convicção a respeito do consumo ou não de alimentos oferecidos aos ídolos?

  8. No ensino de Paulo, o que é mais importante – a liberdade cristã ou a ofensa ao irmão mais fraco? Explique.

  9. Qual é a decisão prática de Paulo caso ele ofenda um irmão ou o leve a pecar?

Capítulo 11

  1. Nessa série de perguntas que faz (v. 1-10), será que Paulo está se gabando e impondo sua autoridade, ou terá ele um argumento legítimo que a igreja coríntia precisa ouvir?

  2. Nessa série de perguntas, que tipo de problema você acha que os coríntios tinham em relação ao apóstolo?

  3. No versículo 11, será que Paulo, o servo do Senhor, está sendo materialista? Por que ou por que não?

  4. Explique como Paulo resume seu argumento nos versículos 12-14.

  5. Nos versículos 15-17, enumere as formas pelas quais Paulo mostra que está devotado à disseminação do evangelho.

  6. Nos versículos 19-21, que razão o apóstolo tem para “rebaixar-se” ao ponto em que as pessoas viviam?

  7. Será que Paulo se submeteria novamente à Lei para agradar aos judeus? Explique o que ele quer dizer no versículo 20.

  8. No versículo 22, Paulo está se referindo à fraqueza moral? Por que ou porque não?

  9. O que levava Paulo a comprometer-se tanto com o evangelho, conforme sua própria explicação nos versículos 24-27?

  10. No versículo 27, o apóstolo está falando da perda da salvação pessoal?

Capítulo 12

  1. Por que Paulo faz referência à história dos antepassados judeus que passaram pelo mar debaixo da liderança de Deus?

  2. De que forma a geração do Antigo Testamento serve de exemplo para nós hoje?

  3. Que lições Paulo tenta incutir na igreja de Corinto?

  4. Com base no que Paulo diz nos versículos 1-12, o que podemos aprender a respeito da moralidade dessa igreja?

  5. O versículo 14 permite concluir que a exortação de Paulo indica que alguns dos cristãos coríntios estavam flertando com a idolatria?

  6. Por que o apóstolo cita a questão da ceia do Senhor no contexto de seus escritos sobre a idolatria?

  7. O que nos leva a crer que os cristãos coríntios estavam confusos a respeito da ceia do Senhor em relação a algumas de suas práticas pagãs idólatras do passado?

  8. O que Paulo tem em mente ao escrever que ele procura agradar “a todos” (v. 33)?

Capítulo 13

  1. Como Paulo vê a ordem e a autoridade espiritual na igreja? E a ordem espiritual entre homens e mulheres?

  2. O argumento de Paulo significa que, diante de Deus, as mulheres são inferiores aos homens?

  3. Qual é o verdadeiro ponto que o apóstolo está tentando transmitir?

  4. Para a mulher, a cobertura da cabeça deveria ser um véu ou o cabelo? Ou ambos? Explique.

  5. Em relação à cobertura da cabeça, o argumento apresentado por Paulo é cultural ou doutrinário?

  6. De que forma o cabelo da mulher pode ser a sua glória? Explique.

  7. Você acha que o que Paulo ensina aqui é aplicável à nossa geração?

  8. Nos versículos 17-34, Paulo diz quantas vezes a igreja deveria celebrar a ceia do Senhor?

  9. A ceia do Senhor transmite “graça” a quem dela participa ou é simplesmente um memorial?

  10. O que o apóstolo quer dizer quando afirma que na igreja de Corinto havia “fracos e doentes e não poucos que dormem” (v. 30)?

  11. Qual era o motivo pelo qual muitos da igreja vinham participar da ceia do Senhor?

Capítulo 14

  1. Por que o versículo 3 é tão importante no testemunho dos indivíduos cristãos? Compare com Gálatas 4.6.

  2. Partindo dos versículos 4-6, mostre como a Trindade divina está envolvida na distribuição dos dons espirituais.

  3. Liste ao menos cinco razões deste capítulo que justifiquem por que o corpo de Cristo recebe dons espirituais.

  4. Com base nos versículos 7, 11, 18 e 28, explique como a concessão dos dons é um “presente” soberano de Deus.

  5. O que é o batismo do Espírito?

  6. O batismo do Espírito é uma obra espiritual ou se refere ao batismo na água?

  7. No corpo de Cristo, há membros que são mais importantes que outros? Como Paulo fundamenta seu argumento em relação a isso?

  8. Da forma que Paulo o descreve nesse capítulo, o corpo de Cristo é formado pela igreja local ou pelo conjunto de todos os cristãos espalhados por toda parte?

  9. É verdade que cada indivíduo cristão recebe todos os dons espirituais? Em outras palavras, o dom de línguas é concedido a cada filho de Deus? Explique.

Capítulo 15

  1. Paulo está dizendo que de fato falou na língua dos anjos? O que ele quer dizer?

  2. Paulo está dizendo que literalmente era capaz de fazer tudo o que é listado nos versículos 1-3?

  3. Qual é o pensamento mais importante do apóstolo nesses versículos? Que mensagem ele está tentando transmitir à igreja de Corinto?

  4. Faça uma lista de todas as qualidades encontradas no amor. Descreva-as. Será que a maioria das pessoas entende o amor da forma que Paulo explica aqui? Justifique.

  5. O que é singular a respeito dos três dons que Paulo cita no versículo 8? Por que ele diz especificamente que um dia eles não existirão mais?

  6. Resuma em um parágrafo o que você entende que seja o pensamento central de Paulo nos versículos 11 e 12.

Capítulo 16

  1. Nesse capítulo, que dom – línguas ou profecia – Paulo diz ser mais importante? Por quê?

  2. De que outra forma se pode usar a palavra “língua”? A respeito de qual, especificamente, Paulo está escrevendo?

  3. O que precisaria acompanhar o falar em línguas? Por quê?

  4. Ao escrever sobre línguas, o que é mais importante para Paulo: que o dom de falar em línguas seja exercitado ou que se proclame uma mensagem clara?

  5. Paulo escreve aqui a respeito de uma experiência de êxtase ou da transmissão de uma mensagem espiritual inteligível?

  6. O que faz o incrédulo compreender seu pecado, levando-o a declarar que “Deus está, de fato, no meio de vocês”?

  7. Por que é importante que haja ordem na comunidade quando as mensagens estiverem sendo transmitidas?

  8. O que controla a transmissão da profecia? De acordo com o que Paulo descreve aqui, profecia é “prever” o futuro ou um dom especial de ensino em circunstâncias incomuns?

  9. Com base no que Paulo diz sobre as mulheres nos versículos 34 e 35, é possível concluir que ele seja contra as mulheres, como dizem alguns? Qual era, possivelmente, o problema da igreja de Corinto que o levou a escrever essas palavras?

  10. Embora o versículo 40 esteja particularmente relacionado ao contexto desse capítulo, é possível que também expresse um princípio mais amplo, aplicável em muitas situações? Explique.

Capítulo 17

  1. Partindo dos versículos 3-8, liste os elementos que Paulo considera importantes ao descrever o evangelho.

  2. Nos versículos 8 e 9, por que o apóstolo se sente tão indigno como ministro do evangelho?

  3. Paulo trabalhava mais ou menos que os outros apóstolos pela causa de Cristo? O que você entende por essa declaração?

  4. Qual é a questão histórica central do evangelho? Por que isso é tão importante?

  5. De acordo com a argumentação de Paulo, seria possível o cristianismo existir sem a ressurreição de Cristo dos mortos? Explique.

  6. Ao escrever que “todos serão vivificados em Cristo”, Paulo faz algum tipo de declaração universal? O que ele quer dizer com isso?

  7. O versículo 29 às vezes é uma passagem problemática. Explique-o com base no contexto e em suas próprias palavras.

  8. Qual é a diferença entre o primeiro Adão e o último Adão? Compare com o que Paulo ensina sobre isso em Romanos 5.14.

  9. Paulo estabelece uma comparação entre o corpo natural e o corpo espiritual. Ele está dizendo que o corpo espiritual ressuscitado não será real, mas apenas alguma espécie de “fantasma”? O que o apóstolo está afirmando?

  10. No versículo 50, Paulo está dizendo que no reino não haverá ninguém com um corpo “natural”?

  11. Descreva e liste os vários elementos que Paulo cita a respeito do arrebatamento nos versículos 51 e 52. Compare isso com 1Tessalonicenses 4.13-18.

  12. De que forma o triunfo final sobre a morte será conquistado? Qual é o papel de Cristo nessa vitória?

  13. Que mensagem positiva Paulo transmite no versículo 58? De que forma isso combina com sua longa dissertação a respeito das bênçãos da ressurreição? De que forma esse versículo ajuda a sustentar os cristãos enquanto eles vivem os problemas e decepções da vida?

Capítulo 18

  1. Descreva como Paulo insiste em que os coríntios preparem sua coleta para a igreja de Jerusalém. Cite e discuta as etapas que ele prescreve para a coleta.

  2. Na sua opinião, por que Paulo desejava ficar algum tempo com os cristãos de Corinto quando fosse para lá? Que propósito você imagina que o apóstolo teria para uma visita estendida?

  3. Por que Timóteo teria medo de ir a Corinto?

  4. Com base nos versículos 10-24, liste os muitos aspectos positivos e encorajadores que o apóstolo tinha a contar a respeito dos crentes com os quais se relacionava. Que lições podemos tirar disso a respeito da forma com que nos relacionamos com outros no corpo de Cristo?

  5. Elabore por escrito a sua impressão geral sobre a primeira carta de Paulo aos Coríntios. O que ela representou para você pessoalmente? O que ela diz às igrejas de hoje?

Compartilhe:   Compartilhar no WhatsApp Compartilhar no Facebook

Leia também

Batalhando Pela Fé Nos Últimos Dias
Batalhando Pela Fé Nos Últimos Dias
Tim LaHaye
Usando a vontade de Deus para fugir da responsabilidade
Usando a vontade de Deus para fugir da responsabilidade
Daniel Lima
Por que os cristãos muitas vezes estão divididos?
Por que os cristãos muitas vezes estão divididos?
René Malgo
O Significado do “Natal” na Bíblia
O Significado do “Natal” na Bíblia
Paul Martin Henebury
Mentira, a Raiz do Pecado
Mentira, a Raiz do Pecado
Daniel Lima
Vivendo nos Tempos Finais com um Olhar em Daniel
Vivendo nos Tempos Finais com um Olhar em Daniel
Dr. Rolf Sons

Adquira já

1Coríntios

R$69,90

Navegue por capítulos