Atitude espiritual em meio ao sofrimento: parte 3 (3.13-17)

Norbert Lieth

Compartilhe:  Compartilhar no WhatsApp Compartilhar no Facebook

Pedro escreve nos versículos 16 e 17: “Mas façam isso... com boa consciência, de modo que, naquilo em que falam mal de vocês, fiquem envergonhados esses que difamam a boa conduta que vocês têm em Cristo. Porque, se for da vontade de Deus, é melhor que vocês sofram por praticarem o bem do que praticando o mal”. 

Já falamos sobre esse assunto nas observações sobre a conduta geral do cristão (1Pedro 2.12). Pode-se ainda complementar que, ao reagirmos erroneamente, nossa consciência é sobrecarregada e não obtemos nenhuma vantagem diante de nossos opositores. Os inimigos do evangelho somente serão conquistados se nosso comportamento for de acordo com a atitude de Cristo e se nós formos ao seu encontro da maneira como fomos exortados anteriormente.

Em algum momento, todos nós certamente já nos arrependemos por reagir de forma errada. Talvez tenhamos sido muito rudes, muito agressivos, revidamos ou até fomos arrogantes; em todo caso, não conseguimos nada mais do que sobrecarregar nossa consciência.

Precisamos simplesmente manter vivo em nossa mente que o reino de Deus é totalmente diferente do reino deste mundo. Não devemos lutar com os métodos do reino deste mundo, mas com os métodos do reino de Deus – e estes não são carnais, mas espirituais.

Precisamos simplesmente manter vivo em nossa mente que o reino de Deus é totalmente diferente do reino deste mundo.

Aos seus filhos Deus coloca os princípios deste mundo de cabeça para baixo, por isso é melhor sofrer por praticar o bem (quando isso corresponder à vontade de Deus e servir para promover seu reino) do que praticar o mal e, dessa forma, sobrecarregar sua consciência. É melhor ser tratado com injustiça tendo uma boa consciência do que insistir com uma má consciência. Em meio ao sofrimento, traz grande consolo saber que correspondemos à vontade de Deus.

Assinante Plus

Diante dessa orientação bíblica, gostaria de relatar o exemplo de nossos irmãos e irmãs chineses: é grandioso o que os cristãos nesse país conseguem alcançar mediante sua atitude. Há o relato de um chinês que foi aprisionado por causa de sua fé, ao qual foi dito: “Nós somos um presídio e não uma igreja; se você continuar assim, será desligado!”. No fim, o oficial do presídio acabou se convertendo, a esposa dele foi curada e se converteu, outros oficiais também se converteram, junto com alguns prisioneiros. Essa testemunha de Jesus foi então, de fato, “desligada”.

Sofrer por causa da boa vontade de Deus, tendo boa consciência e cumprindo a vontade dele, supera qualquer método deste mundo.

Compartilhe:   Compartilhar no WhatsApp Compartilhar no Facebook

Norbert Lieth nasceu em 1955 na Alemanha, sendo missionário na América do Sul entre 1978 e 1985. Casado, tem 4 filhas. Hoje faz parte da liderança da Chamada da Meia-Noite em sua sede, na Suíça. O ponto central de seu ministério é a palavra profética, sendo autor de diversos livros e conferencista internacional. Ele estará presente no 25º Congresso Internacional Sobre a Palavra Profética, organizado pela Chamada.

Veja artigos do autor

Itens relacionados na livraria

Leia também

Três Histórias, Três Resultados
Três Histórias, Três Resultados
Daniel Lima
Não Abaixe a “Barra”
Não Abaixe a “Barra”
Daniel Lima
Jesus e o Caos Interior
Jesus e o Caos Interior
Daniel Lima
Contrastes de Uma Vida
Contrastes de Uma Vida
Daniel Lima
À flor da pele
À flor da pele
Stefan Yuri Wondracek
Esperança Encharcada
Esperança Encharcada
Daniel Lima
24 de Junho
Pérolas Diárias

24 de Junho

"Mas a vereda dos justos é como a luz da aurora que vai brilhando mais e mais até ser dia perfeito." Provérbios 4.18

Compartilhe:   Compartilhar no WhatsApp Compartilhar no Facebook

Destaques

A Cronologia do Fim dos Tempos

R$43,90

Manual de Escatologia Chamada

R$79,90

Atos

R$119,90

Liderando Mulheres em Conflito

R$39,90

Receba o informativo da Chamada

Artigos Recentes