Riqueza é Pecado?

Marcel Malgo

Pergunta: No Novo Testamento está escrito que Jesus disse que é mais fácil um camelo passar pelo fundo de uma agulha do que um rico entrar no reino dos céus. Ao jovem rico o Senhor recomendou que vendesse tudo e O seguisse. Portanto, a riqueza não é realmente pecado?

Resposta: Não, riqueza não é pecado. Entretanto, infelizmente, muitos que são abastados prendem seu coração nos bens – e isso é pecado. Esse foi, evidentemente, o caso do jovem rico. Nosso Senhor Jesus viu esse pecado oculto e o trouxe à luz. A Bíblia adverte em Provérbios 11.28: “Quem confia nas suas riquezas cairá, mas os justos reverdecerão como a folhagem”. Paulo escreve em 1 Timóteo 6.17: “Exorta aos ricos do presente século que não sejam orgulhosos, nem depositem a sua esperança na instabilidade da riqueza, mas em Deus, que tudo nos proporciona ricamente para nosso aprazimento”. A Edição Revista e Corrigida diz: “...mas em Deus, que abundantemente nos dá todas as coisas para delas gozarmos.” Portanto, o ser humano pode gozar daquilo que Deus lhe confiou. No momento, porém, em que começar a prender seu coração no que possui, ele peca. Além disso, um dia o Senhor certamente exigirá a prestação de contas dos abastados, perguntando-lhes o que fizeram com os bens que Ele lhes confiou. O Senhor exorta Seus filhos: “Não negligencieis, igualmente, a prática do bem e a mútua cooperação...” (Hb 13.16).

Por outro lado, aqueles que examinam os ricos com olhos de águia, para verificar se estão aplicando corretamente suas riquezas, não deveriam esquecer que a inveja não é um bom padrão de comportamento. (Marcel Malgo)

Fale ConoscoQuem SomosTermos de usoPrivacidade e Segurança