Thomas Ice
e
Robert Dean Jr

Mais um longo, horrível dia de trabalho – e agora isto. O carro de alguém sofrera um superaquecimento e bloqueara uma das três pistas ainda disponíveis da estrada enquanto as outras estavam em obras. Sueli fervia de raiva. Como se não bastasse um dia absolutamente desastroso no serviço, agora ela tinha que agüentar isso. Ela iria se atrasar pelo menos uma hora para pegar o Zezinho na creche, e as despesas com o conserto do ar-condicionado não lhe deixaram dinheiro para jantar fora. Depois de um dia como esse, Sueli detestava ter que preparar o jantar quando chegasse em casa. Ela se sentia enjaulada. Não podia entender porque a vida não melhorava, agora que se tornara uma cristã verdadeira.

Nos últimos meses, parecia que tanta coisa tinha dado errado. Primeiro o carro precisou de uma troca de válvula, depois o Zezinho quebrou o braço de tal forma que precisou de cirurgia, e então o compressor do ar-condicionado pifou. Ela não podia crer no acúmulo de contas a pagar. Levaria pelo menos um ano, talvez dois, para ter todas essas contas pagas. E ela sabia que nesse ínterim, outros imprevistos haveriam de acontecer. Ela realmente precisava de algo que lhe levantasse o moral agora.

Enquanto esperava no tráfego, decidiu ligar o rádio; talvez isso ajudasse. Foi então que ela ouviu um anúncio de uma nova churrascaria recém-inaugurada. Enquanto pensava no assunto, ela pôs-se a sonhar em como seria bom poder pegar o Zezinho e ir até lá para um bom churrasco e uma deliciosa sobremesa. Ela sabia que não tinha como pagar esse tipo de refeição e deveria esquecer o assunto. Mas aquela voz insistente dentro dela dizia que ela merecia um bom jantar. Afinal, que diferença aquele dinheiro iria fazer no seu cartão de crédito? Ela merecia! Ela encararia o problema financeiro mais tarde.

Será que essa é uma resposta válida às pressões e circunstâncias da vida? Ou será que aquela voz interior é na verdade influência do sistema mundano? Como Sueli poderia evitar esse tipo de pensamento?

A Oração Pode Exorcizar Uma Cidade?

José e Maria haviam se convertido há apenas dois anos. Durante esse tempo, eles haviam se envolvido com sua igreja. Por vários meses, o pastor lhes ensinara a respeito de batalha espiritual, sobretudo oração. Uma das suas maiores ênfases era a de que Satanás e seus demônios exerciam controle sobre certos territórios, e que, em Miami (onde eles moravam), uma das razões pelas quais havia tanto tráfico de drogas, prostituição e violência era a opressão demoníaca sobre a cidade. Para que Miami fosse liberta do domínio desses demônios, os crentes teriam que se congregar em oração. Somente através da oração eficaz dos crentes, os santos anjos teriam o poder de alcançar vitória sobre os demônios e permitir que Miami experimentasse um reavivamento espiritual.

A série de conferências sobre batalha espiritual culminou com uma semana de vigília em oração. Os membros da igreja foram encorajados e desafiados a se unir em vigílias de seis ou dez horas, orando e jejuando continuamente. No fim da semana, palavras de profecia foram ditas na igreja, encorajando o povo de que suas orações tinham alcançado seu objetivo e muitos demônios haviam sido dispersados.

José e Maria viviam no setor colombiano de Miami, e muitos dos seus amigos e parentes estavam envolvidos na venda de drogas. José e Maria estavam animados porque essa libertação lhes daria oportunidade de testemunhar para seus familiares sem o impedimento de opressão satânica.

Quando suas palavras de testemunho encontraram a mesma conhecida hostilidade, eles não questionaram, mas esperaram com fé. No entanto, à medida que os dias se passaram, eles notaram pouca diferença no aspecto moral de Miami. O tráfico de drogas continuou, a imoralidade continuava correndo solta, e tiros continuavam a pipocar pela noite.

A oração pode livrar uma cidade ou bairro da influência de demônios?

Crentes Podem Ser Possuídos Por Demônios?

Júlia tinha quarenta e poucos anos. Ela era divorciada e lutava para criar os dois filhos com seu salário. No entanto, ela sempre confiava que Deus supriria suas necessidades. A vida tinha sido difícil, mas a única esperança que a sustentava era sua sincera confiança em Deus. Apesar dessa esperança, por mais de dez anos ela vinha lutando com ataques de depressão, e finalmente começara a fazer aconselhamento. Nos últimos 5 anos, ela havia passado por três conselheiros, mas a depressão continuava.

Num fim-de-semana, um pregador que visitava a igreja onde ela congregava afirmou que crentes podiam ser possuídos por demônios. Júlia sempre fora ensinada que crentes não sofriam possessão, mas o pregador disse que depressão poderia ser um sinal de possessão. Naquela noite, ela deixou a igreja com uma mistura de alívio e medo – alívio porque agora ela talvez conhecesse o seu verdadeiro problema, e medo porque agora ela cria que sua depressão poderia ser resultado de possessão demoníaca. Mas ela não estava certa do que fazer a esse respeito.

Crentes podem ser possuídos por demônios? Qual a diferença entre possessão demoníaca e influência demoníaca?

Crentes Podem Ser Amaldiçoados?

Francisco e Marta estavam finalmente saindo juntos num final de semana para uma "segunda lua-de-mel", mesmo que isso significasse deixar sua filha em idade colegial sozinha em casa. Eles confiavam em Linda porque ela nunca havia lhes dado motivo de suspeita. Agora que ela estava a ponto de se formar, eles acreditavam que já era tempo de lhe dar uma oportunidade de demonstrar sua maturidade. Sem que eles soubessem, Linda planejara dar uma festa durante todo o tempo em que eles estivessem fora. Durante a festa, um grupo de seus amigos, que eram envolvidos com um grupo satânico de rock e ocultismo, escondeu um pentagrama numa gaveta de miscelâneas na cozinha e lançou uma praga sobre a família.

Vários dias depois que Francisco e Marta voltaram para casa, eles perceberam que algo estava diferente em sua vida, mas não conseguiam descobrir o que era. Durante as semanas seguintes, eles notaram que as circunstâncias de sua vida se deterioravam. Coisas deram errado com o carro, e o ar-condicionado da casa teve que ser totalmente substituído. Também começaram a notar mais "bate-boca" entre os membros da família e certa confusão espiritual na família.

A essa altura, Francisco já tinha ouvido de seus vizinhos que houvera muito entra e sai em sua casa enquanto estavam fora. Eventualmente toda a história veio à tona, inclusive a identificação de alguns dos garotos como membros de um culto satânico. Quando Francisco contou a um amigo sobre o acontecido, esse sugeriu que a razão pela qual as coisas não iam bem para sua família era conseqüência de alguma maldição provavelmente colocada na casa pelos satanistas, e que a família deveria passar por um tipo de exorcismo para ser liberta. Isso soou mais como uma superstição boba a Francisco do que um conselho sensato, mas ele começou a se perguntar o que a Bíblia ensina sobre demônios, maldições e feitiçarias.

Crentes podem ser vítimas de maldições ocultistas?

O Controle da Mente Pode Ajudá-lo?

Carlos era um vendedor bem-sucedido. Aos 25 anos de idade, suas comissões do ano anterior lhe renderam quase 200.000 dólares. Além disso, ele estava sendo considerado para uma posição de gerente de vendas. Carlos estava maravilhado com a bênção de Deus em sua vida. Um dia o gerente superior da sua divisão o chamou ao seu escritório. Ele elogiou Carlos pelo seu trabalho e ambição, vendo só qualidades nele. No entanto, ele sugeriu um certo curso rápido que Carlos deveria fazer se quisesse atingir seus objetivos. Ele insinuou que Carlos talvez não recebesse a promoção a não ser que fizesse o curso.

Enquanto Carlos fazia perguntas ao gerente sobre o curso, descobriu que este era planejado de maneira a ensinar princípios de controle mental, melhorar sua memória, e capacitá-lo a influenciar outras pessoas de maneira inofensiva. Um dos resultados mais importantes do curso, segundo o gerente de Carlos, era que ele seria apresentado a um conselheiro espiritual em quem poderia se apoiar e que lhe daria uma vantagem adicional sobre seus competidores.

Será que Carlos está à beira de se envolver com prática de ocultismo disfarçada em técnica de vendas? O Controle da Mente (Atitude Mental Positiva) é uma abordagem bíblica para lidar com os desafios da vida?

Os Demônios Podem Fazê-lo Pecar?

Roberto e sua irmã Susana cresceram num lar cristão e foram bem instruídos nas Escrituras. No entanto, quando Susana estava na faculdade, ela começou a perder seu comportamento espiritual e se tornou morna em relação a Deus. Por vários anos, Roberto vinha orando por ela, e parecia que Deus lhe respondera as orações. Susana passou a freqüentar uma nova igreja que era bem viva, e ela estava buscando a Jesus mais do que nunca.

Isso impressionou tanto a Roberto que logo ele começou a freqüentar a mesma igreja. Ele estava impressionado como aquelas pessoas pareciam agir agressivamente em sua fé e verdadeiramente esperavam que Deus fizesse milagres, sinais e maravilhas como Ele fizera no Novo Testamento. A princípio, Roberto estava cético, mas ele ouviu tantos testemunhos brilhantes de crentes libertos de demônios e agora livres de pecados que os atormentavam, que até ele estava pensando que talvez os problemas que enfrentava com o pecado eram resultado de influência demoníaca em sua vida.

Demônios (espíritos de sensualidade, assassinato, ira, etc.) podem fazer o crente pecar, ou o pecado é simplesmente resultado da nossa própria natureza pecaminosa?

Você Pode Ter um Demônio da Sensualidade?

Guilherme tinha sido iniciado em pornografia desde a adolescência. Através dos anos, ela havia se tornado cada vez mais uma obsessão. Isso se intensificou na época da faculdade quando ele começou a procurar novas maneiras de conseguir suas vibrações sexuais, e descobriu os espetáculos pornográficos só para adultos. No último ano da faculdade, ele foi levado a Cristo através de um ministério para universitários, e por muitos anos o problema de pornografia não o incomodou. Mas depois de casado, ele se achou novamente tentado pelos prazeres dos espetáculos pornográficos e das casas de massagens. O que tornou a situação muito difícil é que agora ele estava no segundo ano de seminário, estudando para ser pastor. Ele simplesmente não podia entender porque não conseguia vencer esse pecado.

Finalmente a culpa se tornou tão grande que Guilherme procurou um dos seus professores do seminário para se aconselhar. Esse professor sugeriu que provavelmente ele estava sendo influenciado pelo demônio da sensualidade, e que ele deveria passar por uma sessão de libertação para se livrar de tal demônio.

Demônios podem causar pecados específicos nas vidas das pessoas? Como os crentes podem derrotar os pecados da carne?

Objetos Pagãos Podem Assombrar Você?

Frederico e Linda haviam pertencido ao comitê de missões de sua igreja por 20 anos. Agora que Frederico finalmente se aposentara, eles viajaram por outros países visitando vários missionários da igreja. Quando voltaram para casa, trouxeram objetos artesanais com os quais esperavam ajudar as pessoas da sua igreja a entender as várias culturas onde os missionários serviam. Então arrumaram os objetos numa exposição de missões no subsolo da igreja. Mas logo uma senhora da igreja os confrontou dizendo que alguns dos objetos que eles trouxeram eram usados em ritos pagãos ou eram ídolos, e que Frederico e Linda deviam destruí-los e purificar a igreja antes que se tornassem vítimas dos demônios a eles associados.

Crentes que andam em obediência ao Senhor podem ingênua ou ignorantemente "pegar" demônios através de objetos associados a práticas ocultas, e se assim for, o que deveriam fazer a esse respeito?

Você Pode Herdar um Demônio?

Sandra crescera em uma família que era profundamente envolvida com práticas ocultas e feitiçaria. Seus pais pertenciam ambos a uma confraria de bruxos que seu avô havia fundado. Sua mãe também era quiromante e astróloga. Seu pai havia, em várias ocasiões, servido como médium para o espírito de um homem que presumivelmente vivera na Índia 20.000 anos antes. Por causa da maneira como Sandra fora criada, isso era tudo o que ela sabia de religião.

Quando Sandra saiu de casa para freqüentar a faculdade, com pouco menos de vinte anos, sua colega de quarto, uma cristã evangélica, começou a lhe falar a respeito de Jesus Cristo, que morrera por seus pecados. A colega de Sandra lhe explicou o que a Bíblia ensinava a respeito de Satanás, demônios, feitiçaria e astrologia. A princípio, Sandra reagiu com hostilidade, mas, durante o semestre, ela aceitou o desafio de ler a Bíblia sozinha. Sob a direção de sua colega de quarto, ela percebeu que aquilo que ela conhecia como religião jamais lhe daria vida eterna e que ela precisava crer apenas em Jesus Cristo para sua salvação.

Depois de salva, Sandra começou a freqüentar uma igreja grande na cidade. Por causa do seu passado, ela ainda tinha muitas perguntas acerca de sua nova fé e da feitiçaria que deixara para trás. Sua colega de quarto sugeriu que ela procurasse um conselheiro da igreja para respondê-las. O conselheiro lhe disse que só crer em Cristo como seu Salvador não era suficiente. Pelo fato de Sandra ter vindo de um passado de ocultismo, ela devia renunciar a todas aquelas práticas e muito possivelmente precisava ser liberta dos demônios que ela herdara de sua família.

Será que a Bíblia ensina que uma pessoa salva de um passado de ocultismo pode ter um demônio que passa de uma geração para outra? Essa pessoa precisa apenas voltar-se totalmente para Cristo, ou ainda ser liberta dos demônios herdados como um passo a mais?

Você Está em Guerra

Cada uma da histórias que você acaba de ler é baseada num incidente verdadeiro, e cada uma representa um perfil do que está se passando na vida de muitas pessoas nos dias de hoje. Cada um desses crentes quer viver uma vida que agrade a Deus, porém cada um enfrenta lutas e oposição diárias em sua caminhada com o Senhor. Pessoas que estão vivendo no mundo de Satanás, mas que transferem sua submissão a Deus, são guerreiros em rebelião contra Satanás. Eles são, no sentido mais amplo da palavra, santos rebeldes. Essa é a essência da batalha espiritual.

Se você é um crente no Senhor Jesus Cristo como seu Salvador, então você também declarou rebelião contra Satanás. Talvez você não se apercebesse disso; talvez você ainda não saiba que a Bíblia ensina ser Satanás o príncipe da potestade do ar (Efésios 2.2) e o deus deste século (2 Coríntios 4.4), e que, antes de você ser salvo, Satanás trabalhava em você como um dos filhos da desobediência (Efésios 2.2). Uma vez salvo, você se tornou um soldado importante na maior guerra jamais combatida, a guerra espiritual pelejada entre o poder de Deus (luz) e as forças de Satanás (trevas). Como vamos descobrir nas próximas páginas, a Bíblia claramente ensina todas essas verdades. Além disso, a Bíblia ensina que cada crente tem que aprender como guerrear nessa batalha. A Bíblia é nosso manual de combate, e nela encontramos as instruções vitais de que precisamos para combater Satanás e seus dois grandes aliados, o sistema mundano e a natureza pecaminosa.

Nas próximas páginas, olharemos para cada um destes três inimigos: o diabo, o mundo e a carne. Descobriremos os grandes princípios que Deus nos deu para derrotarmos esses inimigos em nossa vida pessoal. Veremos com mais clareza o papel do crente nesse drama espiritual. E finalmente entenderemos que nosso conhecimento desses ensinos compreende os pontos fundamentais da vida cristã.

Assistindo os Vídeos do Jogo

Infelizmente, os ensinamentos atuais da grande doutrina da batalha espiritual têm induzido os crentes a se concentrar quase que exclusivamente em batalhas com Satanás e os demônios. Se essa fosse verdadeiramente a ênfase das Escrituras, não haveria problema. No entanto, pelo fato de esse não ser o ponto central das Escrituras, mas apenas um dos aspectos do ensino, essa ênfase em demasia é enganosa e até perigosa. Ela se torna perigosa quando leva os crentes a se concentrar em ataques e soluções em apenas um setor da guerra espiritual, deixando os crentes vulneráveis a ataques dos outros dois setores. A Bíblia comunica claramente que a guerra espiritual acontece simultaneamente em três frentes de combate: o diabo, o mundo e a carne. Devemos agir da mesma forma.

Assim como um técnico de futebol estuda os vídeos das partidas do seu oponente antes de um grande jogo para descobrir suas táticas e estratégias, assim o crente precisa saber as estratégias, táticas e habilidades de seus inimigos antes de efetivamente se rebelar contra eles. Em outras palavras, devemos entender a natureza da rebelião e contra quem estamos nos rebelando, antes de poder entender corretamente o que devemos fazer. Ao examinar as vidas de grandes santos e grandes batalhas nas Escrituras, podemos ver estratégias do inimigo e aprender princípios para evitar ciladas e ataques do diabo, armadilhas do mundanismo, e os impulsos de nossa própria natureza pecaminosa.

Tendo entendido a guerra espiritual da qual fazemos parte, devemos decidir o que fazer. Como viver no mundo sem nos tornarmos mundanos? Como ter vitória sobre a sensualidade da carne? E o que significa resistir ao diabo? Precisamos de discernimento bíblico em como seremos atacados, de maneira que saibamos o que fazer para nos proteger.

A Autoridade Suprema

Muitos crentes hoje estão perdendo a batalha na guerra espiritual porque não têm um conhecimento adequado da Palavra de Deus. Isso tem levado alguns a práticas ocultas, as quais têm sido habilmente disfarçadas como técnicas de auto-ajuda "neutras". Outros têm um pé no mundo e outro na Bíblia, e não conseguem entender porque princípios bíblicos não funcionam para eles. A derrota é comum porque nossas vidas não estão fundamentadas em princípios verdadeiramente bíblicos, mas sim no alicerce movediço da experiência humana.

À medida que pesquisamos boa parte da literatura contemporânea escrita para crentes, descobrimos uma vasta gama de idéias, muitas das quais são mutuamente contraditórias. Tanto os assuntos quanto as soluções diferem grandemente. Temos lido muitas argumentações que parecem boas a respeito de guerra espiritual e que não têm base bíblica para o ensino. Algumas ensinam que crentes podem ser possuídos por demônios enquanto outras ensinam que não podem. Se uma das perspectivas é certa, então crentes devem viver de certa forma e as soluções para o problema devem estar em certa direção. Se a outra perspectiva é certa, então os problemas e soluções oferecidos pela primeira são irrelevantes. Como encontrar nosso caminho nesse labirinto de idéias, e encontrar verdades eternas sobre as quais construir nossas vidas?

Cremos que a Bíblia é nossa autoridade suprema, e que só Deus tem conhecimento e entendimento suficientes, tanto dos nossos inimigos quanto da nossa natureza humana, para nos informar corretamente acerca do conflito espiritual e o que fazer a respeito dele. O crente deve sempre ser como os homens e mulheres de Beréia, que receberam o mais alto elogio do apóstolo Paulo porque não apenas receberam sua palavra, mas examinaram as Escrituras diariamente a fim de verificar seu ensino (Atos 17.11).

A Legítima Fonte da Verdade

Muitos dos erros que têm se insinuado nas igrejas, alguns dos quais se tornaram muito populares, são baseados em má compreensão e má interpretação das Escrituras. Às vezes, isso acontece porque os autores não levaram em conta as línguas originais da Bíblia ou as usaram mal. Portanto, é importante que ocasionalmente consultemos o original grego e hebraico das palavras das Escrituras para mais corretamente interpretar a Palavra de Deus.

Outras vezes, o erro se insinua porque confiamos em interpretações de experiências ou testemunhos pessoais que podem não concordar com as Escrituras. Isso acontece especialmente no que diz respeito a Satanás e aos demônios, e o que eles podem fazer com os crentes. Testemunhos de missionários trabalhando entre tribos pagãs, onde há muita atividade demoníaca, são usados para sustentar certa linha de ensino. Como essas histórias deveriam ser avaliadas, especialmente se algumas dessas ocorrências são usadas para sustentar uma posição e outras para sustentar uma posição contrária? É válido apelar para esses tipos de experiência a fim de encontrar a verdade?

Antes de termos qualquer esperança de vitória sobre o pecado e o maligno, que são parte do nosso universo, temos que entender primeiro o papel da Palavra de Deus. Muito do que é ensinado hoje contém testemunhos de experiência pessoal ou de experiências de terceiros. Temos que descobrir como considerar esse testemunho, e procurar continuamente determinar uma maneira verdadeira, bíblica de encarar a batalha espiritual. A negligência em fazer isso é uma razão pela qual tantos crentes são impotentes na batalha. Ou eles perderam o firme fundamento da Palavra de Deus, ou enfraqueceram drasticamente esse fundamento por confiar em interpretações de experiências que são contrárias ao que a Bíblia claramente ensina.

Quando você terminar de ler este livro, esperamos que possa entender a diferença entre a maneira mundana, quase supersticiosa de encarar Satanás, que tem invadido muitas de nossas igrejas, e a verdadeira perspectiva bíblica do maligno e nosso chamado para a guerra espiritual. Oramos para que você se arme com a verdade das Escrituras e permaneça firme contra as artimanhas do diabo e seu grande engano. (Thomas Ice e Robert Dean Jr - www.chamada.com.br)

Thomas Ice é diretor-executivo do Pre-Trib Research Center (Centro de Pesquisas Pré-Tribulacionistas) e professor de Teologia na Liberty University. Ele é Th.M. pelo Seminário Teológico de Dallas e Ph.D. pelo Seminário Teológico Tyndale. Editor da Bíblia de Estudo Profética e autor de aproximadamente 30 livros, Thomas Ice é também um renomado conferencista. Ele e sua esposa Janice vivem com os três filhos em Lynchburg, Virginia (EUA).

Extraído do livro Triunfando na Batalha

• Os demônios podem fazê-lo pecar?• Crentes podem ser possessos por demônios?• Quais estratégias são corretas para combater Satanás, a carne e o mundo? Compre aqui »

445

Chamada.com.br - CNPJ: 92.898.188/0001-55 - Endereço: Rua Erechim, 978 - Porto alegre, RS - 90830-000



Revistas Online


Recomendamos:


  No Mundo, Mas Não Do Mundo
R$ 12,50
confira »

  DVD Apocalipse 13 - A Última Vitória de Satanás
R$ 19,90
confira »

  Conjunto com 3 DVDs - Será Que o Diabo Tomou Conta? - Para onde ruma nosso mundo?
R$ 39,90
confira »

  Triunfando na Batalha
R$ 23,00
confira »
Mais sugestões »