Vigiem!

Ernesto Kraft

Compartilhe: 

Quem poderia imaginar ou prever que a realidade do mundo mudaria radicalmente de um dia para o outro por um pequeno e invisível vírus? Em Lucas 21.10-11, lemos: “Nação se levantará contra nação e reino contra reino. Haverá grandes terremotos, fomes e pestes em vários lugares e acontecimentos terríveis e grandes sinais provenientes do céu” (ênfase acrescentada).

Se observarmos o que as Escrituras nos revelam sobre as coisas do fim, como por exemplo o período da grande tribulação mencionado em Apocalipse, reconhecemos que os acontecimentos do momento contribuem como preparação para este cenário prometido na Bíblia, você aceitando este fato ou não. A crise que se alastra pelo mundo coopera para o cumprimento das Escrituras, na medida em que todas as nações buscam soluções para problemas universais. Todos considerariam muito a pessoa que hoje apresentar uma solução para a crise do novo coronavírus. O contexto em que as nações têm vivido, com o caos de um vírus invisível, também favorece o cumprimento das Escrituras quanto à uma crescente tendência para uma liderança global, que será respeitada e admirada pelo mundo inteiro, pois apresentará saídas e soluções à humanidade. “Foi-lhe dado poder para guerrear contra os santos e vencê-los. Foi-lhe dada autoridade sobre toda tribo, povo, língua e nação. Todos os habitantes da terra adorarão a besta, a saber, todos aqueles que não tiveram seus nomes escritos no livro da vida do Cordeiro que foi morto desde a criação do mundo” (Apocalipse 13.7-8; ênfase acrescentada).

Em Apocalipse 13.16-17, lemos que “[a outra besta] obrigou todos, pequenos e grandes, ricos e pobres, livres e escravos, a receberem certa marca na mão direita ou na testa, para que ninguém pudesse comprar nem vender, a não ser quem tivesse a marca, que é o nome da besta ou o número do seu nome”. O atual sistema econômico não será o mesmo após a crise que vivenciamos. O uso de dinheiro vivo já não é mais visto como meio sensato de pagamento, devido à grande circulação da moeda e consequente meio de contágio. A nova realidade do vírus altamente contagiante pode proporcionar mudanças na utilização dos sistemas universais para o comércio. O controle através da inteligência artificial já é mais um facilitador para todo esse processo. Certamente, o mundo não será o mesmo após o coronavírus.

De acordo com Romanos 13.11-12 estamos cada dia mais próximos do nosso destino: “Façam isso, compreendendo o tempo em que vivemos. Chegou a hora de vocês despertarem do sono, porque agora a nossa salvação está mais próxima do que quando cremos. A noite está quase acabando; o dia logo vem. Portanto, deixemos de lado as obras das trevas e revistamo-nos da armadura da luz”.

Nossa reação muitas vezes é igual à dos discípulos.

Ao mesmo tempo que todos aqueles que creem estão a caminho deste alvo, os que recusam Cristo e sua verdade estão a caminho da noite que será terrível. “Logo chega o dia, mas a noite também vem” (Isaías 21.12). Sobre essa “noite” a Bíblia diz em Mateus 24.21: “Porque haverá então grande tribulação, como nunca houve desde o princípio do mundo até agora, nem jamais haverá”.

O que devemos nos perguntar é o que fazemos com aquilo que nos foi falado na Bíblia sobre o futuro. Deus cumprirá integralmente todas as palavras que nos foram informadas nas Escrituras sobre o futuro – mesmo elas sendo negativas e mesmo sem a nossa fé. Nossa reação muitas vezes é igual à dos discípulos. Os discípulos sabiam o que aconteceria com Jesus, pois foram avisados: “Estou dizendo antes que aconteça, a fim de que, quando acontecer, vocês creiam que Eu Sou... Isso eu digo agora, antes que aconteça, para que, quando acontecer, vocês creiam” (João 13.19; 14.29). Os discípulos sabiam que Jesus morreria e ressuscitaria no terceiro dia, porém, quando isso aconteceu, eles ficaram perdidos, perplexos e tristes, apesar de terem sido informados. Jesus nos diz que toda tristeza e o andar com perplexidade tem a ver com o coração que não aceita a Palavra de Deus. Jesus espera que nós acreditemos nas suas palavras como elas estão escritas. Teríamos consolo em todas as situações se levássemos as palavras de Deus mais a sério e contássemos com o fato de que, se tudo ruir ao nosso redor, sua Palavra permanece e se cumprirá.

O apóstolo Paulo, em meio a uma crise sem saída e sem esperança, baseia-se na palavra recebida: “Assim, tenham ânimo, senhores! Creio em Deus que acontecerá conforme me foi dito” (Atos 27.25). Naquele dia em que o navio de Paulo quase naufragou, 276 almas foram salvas e animadas por causa dessa atitude de crer. Elias também nos ensina o que significa crer. Em 1Reis 18.32-34, ele ergueu um altar a Deus, colocou o holocausto sobre a lenha e deu uma ordem que só um verdadeiro crente poderia dar: derramar água sobre o holocausto e a lenha até que a água escorresse do altar, chegando a encher a valeta. Com isso a situação se tornou humanamente impossível, pois não havia fogo que pudesse queimar o sacrifício. Mas, apesar da situação sem sentido em que se encontrava, Elias não acreditava em feitos e capacidades humanas. Ele cria somente em Deus, que tudo pode!

Teríamos consolo em todas as situações se levássemos as palavras de Deus mais a sério e contássemos com o fato de que, se tudo ruir ao nosso redor, sua Palavra permanece e se cumprirá.

Você está preocupado e ocupado pensando em sua difícil situação? Veja a fé de Elias que nos é apresentada aqui! Quando Deus faz uma promessa, ele a cumpre. Nada muda o agir de Deus, nem mesmo se água está sendo jogada na sua situação difícil. Se você crê em Deus e na sua Palavra, não se deixe desanimar pelas águas da vida. Talvez o coronavírus, com tudo que ele criou na sua vida, na sua família e na sua vida profissional, represente essa água que piorou a sua situação. Mas Deus é fiel e ele tem a última Palavra em todas as situações.

Jó, em seus momentos mais penosos, também viu água sendo jogada na sua circunstância. Era jogada cada vez mais água e sua saúde só piorava. Contudo, através da fé, ele superou essa situação e declara ao Senhor: “Sei que podes fazer todas as coisas; nenhum dos teus planos pode ser frustrado” (Jó 42.2).

Como lemos no começo, Lucas 21.11 adverte sobre os acontecimentos no mundo: “Haverá grandes terremotos, fomes e pestes em vários lugares e acontecimentos terríveis e grandes sinais provenientes do céu”. O que estamos vendo já estava previsto para os últimos tempos, mas Jesus diz que não devemos nos assustar, porque “é necessário que tais coisas aconteçam...” (Mateus 24.6). Ele diz ainda que isso acontecerá antes de seu retorno para buscar a igreja, o que todos nós esperamos ansiosamente.

Conviccoes Cristas - Seu Ritmo

A atual crise mundial causa preocupação, e, em meio ao caos, é necessário sermos sábios e serenos. Todas as crises que enfrentamos na nossa vida e neste mundo, seja qual for o seu nível, devem ser encaradas com fé e coragem. Deixar-se envolver pelo desespero demonstra que nossa confiança em Deus está abalada e que não estamos olhando a situação da maneira correta. Podemos crer mesmo quando parece não haver mais esperança, porque Jesus sempre pode fazer mais do que pedimos e entendemos. Ele é a solução, a resposta e a salvação também para você. Maranata. Vem, Senhor Jesus!

Jesus diz a todos e todas: vigiem!

Compartilhe: 

Ernesto Kraft é alemão; casado com Elvira, com quem tem três filhos. Ele e sua esposa são missionários desde 1975 e desenvolvem um ministério específico de evangelização através de folhetos e cursos bíblicos por correspondência. Realizou diversos seminários sobre Escatologia em igrejas de São Paulo, e representa a Chamada da Meia-Noite distribuindo a literatura em São Paulo.

Veja artigos do autor

Fale ConoscoQuem SomosTermos de usoPrivacidade e Segurança