Posso confiar em Deus em meio à dor

Daniel Lima

Compartilhe:  Compartilhar no WhatsApp Compartilhar no Facebook

Na semana passada, fui surpreendido pela notícia da morte de uma jovem de 19 anos, filha de amigos e irmã de uma amiga. A morte totalmente inesperada de alguém tão jovem é chocante e surpreendente! Passei o feriado pensando na luta desses irmãos queridos. Como meu chamado é para ensinar a Bíblia, eu naturalmente me debruço sobre o texto sagrado buscando trazer algum consolo e orientação diante de tudo isso. Tomo a liberdade de reproduzir aqui o texto que enviei à família, adaptado na esperança de que mais alguém possa ser edificado com ele.

Como vocês devem imaginar, ficamos chocados com a notícia da partida da sua filha. Não sabemos quase nenhum detalhe, mas eu tomo a liberdade de escrever para vocês, no mínimo para tentar dividir o peso desse momento. Ao refletir e imaginar o que vocês estão passando, eu me lembrei de um texto de C. S. Lewis:

Consolo é uma das coisas que você não encontra ao buscar diretamente por ela. Se você buscar a Verdade, encontrará a consolação no final; se buscar o consolo, não terá nem o consolo nem a verdade – terá somente uma melosidade vazia que culminará em desespero.[1]

Assim, com temor e tremor, tomo a liberdade de compartilhar algo que aprendi e que tenho buscado aplicar em minha vida. Não quero ensinar, mas sim compartilhar, na esperança de que o mesmo consolo que tenho recebido em situações difíceis seja consolo para vocês nessa prova que deve ser uma das mais traumáticas que alguém pode enfrentar. O que me trouxe mais consolo foi afirmar para mim mesmo que posso confiar em Deus nessa situação. Pode parecer estranho afirmar algo para mim mesmo, mas tomo emprestado o exemplo do autor do Salmo 42.3 e 5:

As minhas lágrimas têm sido o meu alimento dia e noite, enquanto me dizem continuamente: “E o seu Deus, onde está?” ... Por que você está abatida, ó minha alma? Por que se perturba dentro de mim? Espere em Deus, pois ainda o louvarei, a ele, meu auxílio e Deus meu.

A dor não reconhecida não vai embora, permanece enraizada e afeta tudo em nossa vida.

É marcante para mim como o salmista reconhece sua dor e seu abatimento. Algumas vezes tentei fazer de conta que a “dor não doía”... Pura bobagem, a dor não reconhecida não vai embora, permanece enraizada e afeta tudo em nossa vida, roubando a beleza do dia, o sabor da comida, a alegria da amizade e o consolo de Deus. Ignorar sentimentos, ao invés de ajudar, prolonga o sofrimento e a confusão.

Assinante Plus

Ao mesmo tempo, nos momentos em que me sentei em minha dor e dei ouvidos às perguntas que eu mesmo me fazia afundei ainda mais na minha dor e paralisia. Por isso descobri como é importante discernir as vozes às quais vamos dar ouvidos. No verso 5, o salmista confronta sua própria alma. Eu tenho descoberto que precisamos conversar com nossa “alma” com frequência. Ao contrário do tão famoso “siga seu coração”, eu preciso trazê-lo sob “liberdade vigiada”, reconhecendo que ele é corrupto e enganoso. Meu coração (creio que o de todos nós) tem seus próprios impulsos e muitas vezes parece que “sequestra” meu cérebro e me leva por caminhos pouco saudáveis.

Preciso falar a verdade à minha alma, muito embora sentimentos poderosos inundem meu coração.

Aprendi que preciso falar a verdade à minha alma, muito embora sentimentos poderosos inundem meu coração. Tento me lembrar com frequência de algo que ouvi de outro cristão: “O que eu sinto não define quem eu sou”. 

Vejo no verso 5 que o autor não só confronta, mas também afirma tanto sua esperança de que voltará a louvar o Senhor como sua certeza de que ele é Salvador e Deus. Pode parecer algo como lavagem cerebral, mas me lembro de Romanos 10.17: “... a fé vem pelo ouvir, e o ouvir, pela palavra de Cristo”. Assim, diante de obstáculos intransponíveis, diante de decepções paralisantes, diante da dor, como imagino que vocês estejam enfrentando, eu busco fazer uma lista daquilo em que preciso e posso confiar em Deus:

  • Posso confiar em Deus quanto ao que aconteceu.

  • Posso confiar em Deus quanto ao momento em que isso aconteceu.

  • Posso confiar em Deus que não me sentirei para sempre arrasado.

  • Posso confiar em Deus que um dia voltarei a rir e me alegrar.

  • Posso confiar em Deus que ele me ama e cuidará de mim.

Por fim (e esse é um texto no qual meu coração sempre encontra consolo) eu tomo emprestadas as palavras de Davi no salmo 23 e faço delas minha oração, tanto por mim quanto por essa família e por você, que certamente já enfrentou e provavelmente vai enfrentar situações que parecem além de nossas forças:

Ainda que eu ande pelo vale da sombra da morte, não temerei mal nenhum, porque tu estás comigo; o teu bordão e o teu cajado me consolam... Bondade e misericórdia certamente me seguirão todos os dias da minha vida; e habitarei na Casa do Senhor para todo o sempre.

 

Nota

  1. C. S. Lewis, Cristianismo Puro e Simples.

Compartilhe:   Compartilhar no WhatsApp Compartilhar no Facebook

Daniel Lima foi pastor de igreja local por mais de 25 anos. Formado em psicologia, mestre em educação cristã e doutor em formação de líderes no Fuller Theological Seminary, EUA. Daniel foi diretor acadêmico do Seminário Bíblico Palavra da Vida por 5 anos, é autor, preletor e tem exercido um ministério na formação e mentoreamento de pastores. Casado com Ana Paula há mais de 30 anos, tem 4 filhos, uma neta e vive no Rio Grande do Sul desde 1995.

Veja artigos do autor

Itens relacionados na livraria

Leia também

A brevidade da vida
A brevidade da vida
William MacDonald
Uma perspectiva do chamado de Deus
Uma perspectiva do chamado de Deus
Daniel Lima
O Princípio de Mordecai
O Princípio de Mordecai
Thomas Lachenmaier
Como encarar a partida de uma pessoa amada
Como encarar a partida de uma pessoa amada
Daniel Lima
Será que estou no lugar certo?
Será que estou no lugar certo?
Daniel Lima
Como andar no escuro?
Como andar no escuro?
Daniel Lima
Compartilhe:   Compartilhar no WhatsApp Compartilhar no Facebook

Destaques

O Reino Vindouro

R$59,90

Como foi nos dias de Noé

R$31,90

1 e 2Tessalonicenses

R$34,90

Provérbios

R$32,90

Receba o informativo da Chamada

Artigos Recentes