O Papel de Belém

Nathanael Winkler

Compartilhe: 

Belém é mencionada pela primeira vez na Bíblia quando Raquel, a amada esposa de Jacó, faleceu: “Assim morreu Raquel, e foi sepultada junto do caminho de Efrata, que é Belém” (Gênesis 35.19, ver 48.7). Muitos séculos depois, quando os descendentes de Jacó (as tribos de Israel) conquistaram Canaã, essa cidadezinha passou a pertencer à tribo de Judá.

A maioria dos acontecimentos descritos no livro de Rute ocorreram em Belém. Tanto Elimeleque, o primeiro sogro de Rute, como Boaz, seu posterior marido, provêm desse local (Rute 1.1; 2.4). Rute acompanhou Noemi, sua primeira sogra, para Belém, onde constituiu uma família com Boaz (4.11).

Belém também era o local de origem do rei Davi, um descendente de Rute e Boaz (1Samuel 16.1). Ali também deveria vir ao mundo o esperado Salvador, o descendente (“Filho”) de Davi (Miqueias 5.2). Essa Belém também é denominada como Belém-Efrata, para distingui-la de um outro lugar que possui o mesmo nome, que ficava no território da tribo de Zebulom, a cerca de onze quilômetros a noroeste de Nazaré (Josué 19.15).

Belém ainda é mencionada muitas vezes no Antigo Testamento, mas nem sempre com um sentido positivo. A seguir podemos ver algumas das aparições:

  • O juiz Ibsã, que estava nessa função durante sete anos, era nascido em Belém e ali também foi sepultado (Juízes 12.8,10);

  • Um jovem levita vindo de Belém foi instituído como sacerdote na casa de alguém chamado Mica (Juízes 17.7-13);

  • Uma irada concubina de um levita em Efraim fugiu dele, voltando para seu pai em Belém. O levita a seguiu e se reconciliou com ela; na viagem de volta, eles pernoitaram em Gibeá, onde o levita sofreria algo terrível. Ao invés disso, a concubina foi entregue aos malfeitores – ela foi violentada até à morte. O levita então repartiu o corpo dela em 12 partes e enviou uma delas para cada tribo, para que todos em Israel fossem informados sobre a infâmia acontecida (Juízes 19).

  • Belém aparece novamente com um sentido positivo quando Samuel chegou ao local que era a cidade natal de Jessé e de seu filho Davi (1Samuel 17.12; 20.6,28). Ali Davi pastoreou as ovelhas de seu pai (17.15). Samuel ofereceu sacrifícios ao Senhor e ungiu o novo rei, que se evidenciou como Davi (1Samuel 16.4);

  • Asael também foi sepultado em Belém, no túmulo de seu pai (2Samuel 2.32);

  • Elanã, filho de Jair de Belém, matou Golias de Gate em um combate com os filisteus (2Samuel 21.19);

  • Três heróis de Davi arriscaram sua vida, buscando água em Belém quando o local estava sitiado pelos filisteus (2Samuel 23.14-17; 1Crônicas 11.17-19);

  • Após o exílio babilônico do povo judeu, 123 homens nascidos em Belém retornaram (Esdras 2.21). Juntamente com os de Netofate, eram um total de 188 (Neemias 7.26);

  • Quando Ismael matou Gedalias – o representante local do rei de Babel – em Mispá, ele fugiu com seus homens para o Egito, fazendo uma parada intermediária em Belém (Jeremias 41.17).

Diante de tudo isso, observamos a importância da cidade de Belém ao longo da Palavra de Deus. No próximo texto veremos o que ela diz acerca do Salvador que veio de Belém.

Série "A Esperança de Belém"

  1. A Esperança de Belém
  2. O Plano de Deus em Belém
  3. O Papel de Belém
  4. O Salvador vindo de Belém
  5. Tudo é Diferente em Belém
Compartilhe: 

Nathanael Winkler nasceu em Israel e é membro da diretoria do Ministério Chamada na Suíça. Casado com Rebecca, tem 3 filhos. Completou seus estudos teológicos no Centro Europeu de Treinamento Bíblico (EBTC), onde também leciona. É convidado para pregar em diversas igrejas. Ele estará presente no 22º Congresso Internacional Sobre a Palavra Profética, organizado pela Chamada.

Veja artigos do autor

Fale ConoscoQuem SomosTermos de usoPrivacidade e Segurança