Galileia (Segunda-feira, 12 de junho)

Daniel Lima

Compartilhe:  Compartilhar no WhatsApp Compartilhar no Facebook

Mais um dia na Galileia, em que passamos pelo local historicamente reconhecido como onde Jesus multiplicou os pães. Depois seguimos até o norte, na fronteira com a Síria. Começamos visitando uma queda d’água em um parque e depois seguimos até a nascente do rio Jordão em Banias, e o local onde ficava a cidade de Cesareia de Filipe. Esta era uma cidade de gentios, visitada por Jesus e seus discípulos conforme descrito em Mateus 16.13-20. Foi nesse local que, instigado por Jesus, Pedro fez a famosa declaração: “Tu és o Cristo, o Filho do Deus vivo” (v. 16). Dali, seguimos até a fortaleza medieval de Ninrode, com uma vista impressionante do vale que domina nas colinas de Golã. Na volta, passamos por um fábrica, onde tivemos uma aula sobre processamento de azeitonas e produção de azeites dos mais variados tipos.

A passagem da confissão de Pedro para nós é óbvia. Todo cristão hoje faria a mesma afirmação, afinal, é o que nos define como cristãos. Para o mundo espiritual, no entanto, foi uma declaração de significado cósmico e histórico. Observe que, desde a palavra de Deus para Eva, logo após a queda, o mundo espiritual “espera” por aquele que vai esmagar a serpente, mesmo sendo ferido (Gênesis 3.15). Desde que essas palavras foram emitidas, toda mulher que conhecia a Deus se perguntava: “Serei eu a mãe daquele que vai esmagar a cabeça da serpente?”. A expectativa quanto à vinda do Messias era enorme entre os que temiam a Deus.

Toda a história do Antigo Testamento é uma descrição de Deus fazendo com que tudo cooperasse para a chegada do Salvador, e Satanás fazendo tudo que fosse possível para impedir que o Salvador nascesse. Deus chama Abrão, Satanás produz Hagar; Deus leva o povo para o Egito para protegê-lo da fome, Satanás levanta uma dinastia que oprime o povo hebreu. Deus chama Moisés para libertar o povo, Satanás estimula revolta após revolta. Quando chegamos ao período dos reis, a história faz inveja aos melhores roteiros de filmes épicos. Repetidas vezes a casa real de Davi é quase extinta. O povo é exilado e Jerusalém é destruída. Satanás faz de tudo para que o “esmagador de serpentes” não nasça.

A cada ação de Satanás, Deus não só tinha uma resposta, mas até mesmo transformava o mal em bem.

Sem dúvida, Deus foi soberano em todo o processo. Satanás, apesar de seu ódio e rebeldia, não fez nada que Deus não permitisse. A cada ação de Satanás, Deus não só tinha uma resposta, mas até mesmo transformava o mal em bem (Gênesis 50.20). Ainda assim, o que o povo judeu na época de Jesus esperava era um libertador político. Não compreendendo o plano eterno, suas esperanças eram a curto prazo. Tanto que, logo depois de ser portador dessa maravilhosa revelação, Pedro tenta repreender a Jesus quando este fala que vai morrer em Jerusalém. Dessa forma, a declaração de Pedro revela a verdadeira identidade de Jesus. E, repare, foi feita em uma região de gentios, talvez prenunciando que o evangelho teria um alcance muito maior do que Israel.

Minha oração é que tanto eu como você possamos ser encorajados ao compreender que participamos de um plano de dimensão eterna. Deus enviou seu Filho para nos salvar na plenitude dos tempos (Gálatas 4.4). Séculos depois, mesmo com tanta incoerência da igreja e de povos ditos cristãos, ainda assim o evangelho me alcançou e alcançou você. O que nos cabe é sermos fiéis em transmitir essa mesma mensagem para as próximas gerações, até que ele venha. Maranata, vem Jesus!

Compartilhe:   Compartilhar no WhatsApp Compartilhar no Facebook

Daniel Lima (D.Min., Fuller Theological Seminary) serviu como pastor em igrejas locais por mais de 25 anos. Também formado em psicologia com mestrado em educação cristã, Daniel foi diretor acadêmico do Seminário Bíblico Palavra da Vida (SBPV) por cinco anos. É autor, preletor e tem exercido um ministério na formação e mentoreamento de pastores. Casado com Ana Paula há mais de 30 anos, tem quatro filhos, dois netos e vive no Rio Grande do Sul desde 1995. Ele estará presente no 25º Congresso Internacional Sobre a Palavra Profética, organizado pela Chamada.

Veja artigos do autor

Itens relacionados na livraria

Leia também

Istambul, Turquia (Sábado, 03 de junho)
Istambul, Turquia (Sábado, 03 de junho)
Daniel Lima
Pérgamo e Esmirna, Turquia (Segunda-feira, 29 de maio)
Pérgamo e Esmirna, Turquia (Segunda-feira, 29 de maio)
Daniel Lima
Porque a esquerda não consegue entender o islamismo
Porque a esquerda não consegue entender o islamismo
Daniel Greenfield
Como Reagir Quando Somos Acusados Injustamente
Como Reagir Quando Somos Acusados Injustamente
Daniel Lima
Estatuto do Hamas
Estatuto do Hamas
Jerusalém, Israel (Quarta-feira, 07 de junho)
Jerusalém, Israel (Quarta-feira, 07 de junho)
Daniel Lima
Compartilhe:   Compartilhar no WhatsApp Compartilhar no Facebook

Destaques

A Cronologia do Fim dos Tempos

R$43,90

Manual de Escatologia Chamada

R$79,90

Atos

R$119,90

Liderando Mulheres em Conflito

R$39,90

Receba o informativo da Chamada

Artigos Recentes