Arrependimento que liberta

Daniel Lima

Compartilhe:  Compartilhar no WhatsApp Compartilhar no Facebook

Há o relato trágico de um avião norte americano que, após uma missão de bombardeio na Segunda Guerra, desapareceu em sua viagem de retorno à sua base no norte da África. Muitos anos se passaram e todos acreditavam que o avião havia caído no Mediterrâneo. No entanto, após vários anos, os restos do avião foram encontrados no deserto do Saara! Por meio do diário de bordo, descobriram que, naquela noite, um inesperado vento de cauda os havia trazido de volta em tempo recorde. Como o tempo era muito curto o piloto interpretou que ainda estavam sobre território inimigo. Assim, entendeu que as luzes da sua base eram um truque do inimigo para que baixassem a altitude e fossem derrubados. Convicto, ele ignorou as luzes e continuou voando até ficar sem combustível e cair no deserto do Saara. Ainda mais trágico foi a última anotação do diário. Apenas dois tripulantes haviam sobrevivido à queda. Um dos dois anotou que estavam partindo a pé em direção à base, a qual acreditavam que estava na direção sul. Com isso se afastaram ainda mais da base e entraram mais profundamente no deserto. Seus corpos nunca foram encontrados.

Se você crer errado, você vai pensar errado; se você pensar errado, você vai viver errado.

Essa poderia ser apenas mais uma história trágica da guerra, mas eu creio que ilustra uma verdade espiritual muito importante! Eu anotei no meu diário de oração anos atrás uma sentença que me pareceu muito significativa: “Se você crer errado, você vai pensar errado; se você pensar errado, você vai viver errado!”. Há uma ligação muito direta entre o que cremos, o que pensamos e o que vivemos. Na história acima, o piloto acreditava que ainda não havia chegado na base. Pensando assim, ele sobrevoou a base e continuou em direção ao deserto. Os que sobreviveram continuaram no mesmo erro e caminharam para sua morte ao invés de caminhar por algumas horas na direção contrária em direção à segurança.

Assinante Plus

Em sua segunda carta a Timóteo, capítulo 2, versos 24 a 26, Paulo exorta Timóteo a não entrar em conflitos, mas a ensinar com mansidão. O que me chama a atenção é a esperança desse ensino de “que Deus lhes conceda não só o arrependimento para conhecerem a verdade, mas também o retorno à sensatez, a fim de que se livrem dos laços do diabo, que os prendeu para fazerem o que ele quer” (2Timóteo 2.25-26). Repare na sequência do processo que é o alvo, a esperança do ensino: uma vez ocorrendo o arrependimento (1), essa pessoa vai conhecer a verdade (2) e assim voltar à sensatez (3) escapando dos laços do Diabo (4).

Esse é o processo que precisamos que ocorra em nossas vidas como cristãos. Todo o convertido já passou pelo arrependimento. Na verdade, conforme escreve Spurgeon: 

O arrependimento sincero é contínuo. Os crentes se arrependem até ao dia de sua morte. Sua tristeza pelo pecado não é intermitente. Todas as outras tristezas se rendem ao tempo, mas esta bendita tristeza cresce juntamente com o nosso crescimento espiritual. Ela é tanto doce quanto amarga, mas agradecemos a Deus por sermos permitidos desfrutar deste arrependimento e sofrê-lo até entrarmos em nosso descanso eterno[1]

O arrependimento tem seus frutos. O primeiro deles é conhecer a verdade. Enquanto não conhecermos a verdade, não vamos viver de uma forma que agrade a Deus. Por isso Jesus pede que sejamos santificados na verdade (João 17.17). Enquanto eu não conhecer a verdade sobre Deus e a verdade sobre mim mesmo, eu não vou mudar, pois o problema não foi identificado. Como o piloto da história acima, vou continuar caminhando na direção errada.

Enquanto eu não conhecer a verdade sobre Deus e a verdade sobre mim mesmo, eu não vou mudar, pois o problema não foi identificado.

O passo seguinte é voltar à sensatez. Enquanto não conheço a verdade eu vivo na mentira. A mentira é a grande arma de Satanás. Por meio da mentira ele seduziu Eva. Por meio da mentira até hoje ele escraviza homens e mulheres para fazer a sua vontade. Por meio da mentira ele busca controlar sua vida.

Assim, se queremos crescer espiritualmente (e todo cristão verdadeiro anseia por alinhar sua vida com a vida de nosso Senhor Jesus), temos três passos claros a manter diante de nós o tempo todo:

(1) Esteja sempre pronto a se arrepender. Assim como Davi diante da confrontação de Natã (2Samuel 12), que nós estejamos sempre prontos a reconhecer nosso pecado e reconhecer que pecamos contra Deus.

(2) Busque sempre conhecer a verdade conforme exposta por Deus. Se não cremos corretamente, não pensamos corretamente. Precisamos cultivar a verdade bíblica para que nossos pensamentos estejam alinhados com os pensamentos dele.

(3) Alinhe seus passos com a verdade da Palavra de Deus. Se algo é verdade, mesmo que minha mente esteja confusa, eu preciso me submeter a isso. Isso pode ser a diferença entre a vida e a morte.

Minha oração é que o arrependimento e a verdade estejam sempre diante de mim e de você. Mais do que isso, que sejamos como Davi, homens e mulheres conforme o coração de Deus (Atos 13.22).

 

Nota

  1. Alípio de Almeida, “O verdadeiro arrependimento”, Blog do Seu Alípio, 13 out. 2016. Disponível em: https://blogdoseualipio.com.br/o-verdadeiro-arrependimento-devocional-charles-spurgeon/.

Compartilhe:   Compartilhar no WhatsApp Compartilhar no Facebook

Daniel Lima foi pastor de igreja local por mais de 25 anos. Formado em psicologia, mestre em educação cristã e doutor em formação de líderes no Fuller Theological Seminary, EUA. Daniel foi diretor acadêmico do Seminário Bíblico Palavra da Vida por 5 anos, é autor, preletor e tem exercido um ministério na formação e mentoreamento de pastores. Casado com Ana Paula há mais de 30 anos, tem 4 filhos, uma neta e vive no Rio Grande do Sul desde 1995.

Veja artigos do autor

Itens relacionados na livraria

Leia também

Como descubro meus dons espirituais?
Como descubro meus dons espirituais?
Bobby Conway
O ápice da salvação
O ápice da salvação
Libnis Silva
Deus é um maníaco genocida?
Deus é um maníaco genocida?
Bobby Conway
Distrações e surdez espiritual
Distrações e surdez espiritual
Daniel Lima
Você é Importante
Você é Importante
Ernesto Kraft
O que vale a pena ser celebrado?
O que vale a pena ser celebrado?
Daniel Lima
Compartilhe:   Compartilhar no WhatsApp Compartilhar no Facebook

Destaques

Provérbios

R$32,90

1 e 2Tessalonicenses

R$34,90

Como foi nos dias de Noé

R$31,90

O Reino Vindouro

R$59,90

Receba o informativo da Chamada

Artigos Recentes