A tática de um advogado espiritual

Norbert Lieth

Compartilhe: 

Apelo em favor de meu filho Onésimo, que gerei enquanto estava preso.” (Filemom 10)

Paulo não economiza argumentos para defender o escravo e para novamente abrigá-lo na casa de Filemom. Ele se empenha como se fosse um advogado. A sabedoria e tática que Paulo utilizou para ajudar Onésimo são impressionantes:

  1. Cristo. Ele é o argumento mais importante (v. 8);

  2. O amor. Ele é o maior mandamento (v. 9);

  3. Sua própria pessoa. Ele se refere à sua idade e condição de prisioneiro (v. 9);

  4. Sua paternidade espiritual. Mesmo estando preso, “em grilhões”, foi por meio dele que Onésimo alcançou a fé (v. 10);

  5. O próprio Onésimo. Também ele é mencionado (v. 10).

Até o nome de Onésimo aparecer, provavelmente Onésimo já estava totalmente desarmado. Quanto esforço ardente Paulo empregou para reintegrar um escravo ladrão e fugitivo na casa de seu senhor! Foi o amor de Cristo que o constrangeu a fazê-lo. Com esse amor no coração ele conseguiu fundar igrejas, superar as mais perigosas viagens e façanhas, comparecer diante de reis e governantes e interceder por um escravo.

O próprio Paulo confirma: “Pois o amor de Cristo nos constrange...” (2Coríntios 5.14). E esse amor não faz acepção de pessoas. — Norbert Lieth

Todos os textos da série

Compartilhe: 

Norbert Lieth nasceu em 1955 na Alemanha, sendo missionário na América do Sul entre 1978 e 1985. Casado, tem 4 filhas. Hoje faz parte da liderança da Chamada da Meia-Noite em sua sede, na Suíça. O ponto central de seu ministério é a palavra profética, sendo autor de diversos livros e conferencista internacional. Ele estará presente no 22º Congresso Internacional Sobre a Palavra Profética, organizado pela Chamada.

Veja artigos do autor

Fale ConoscoQuem SomosTermos de usoPrivacidade e Segurança