Todo Dia Com Jesus

Romanos 3:19-31

Diante do tribunal de Deus, toda a boca está agora calada. Os acusados, sem exceção, são culpáveis (v. 19). "Todos pecaram e carecem da glória de Deus" (v. 23). A terrível sentença "Certamente morrerás", pronunciada por Deus antes da queda do homem (Gênesis 2:17), agora é confirmada: "Porque o salário do pecado é a morte" (cap. 6:23). Para o incrédulo, gentio ou judeu, o julgamento é definitivo, e o tribunal diante do qual ele comparecerá um dia é uma terrível realidade (Apocalipse 20:11-15). Porém, há um Advogado que intervém a favor daqueles que O elegem pela fé, tanto judeus como gentios. Ele não procura minimizar os pecados que eles têm cometido, como freqüentemente fazem os advogados nos tribunais humanos. Ao contrário, Ele assume a defesa e diz: "A sentença é justa, mas já foi executada ; a dívida está paga; uma morte - a minha própria morte - pagou o terrível preço pelos seus pecados".

Sim, a justiça de Deus foi satisfeita, pois um crime expiado não pode ser punido pela segunda vez. E se Deus é justo em condenar os pecados, Ele permanece igualmente justo ao eximir de culpa o pecador "que tem fé em Jesus" (v. 26).

Compartilhe: 
Boa Semente 2020

 

Contribua com este ministério

Realizamos a obra com poucos recursos e precisamos do seu apoio para mantê-lo e expandi-lo. Ajude-nos a alcançar mais pessoas com a Palavra de Deus!

Saiba como contribuir
Fale ConoscoQuem SomosTermos de usoPrivacidade e Segurança