Introdução - 1Pedro

Norbert Lieth

Compartilhe:  Compartilhar no WhatsApp Compartilhar no Facebook

A primeira carta de Pedro foi escrita pelo apóstolo Pedro, que se identifica como testemunha ocular do suplício do Senhor Jesus (1Pedro 1.1; 5.1). Ele é o discípulo que o Senhor chamou no início do seu ministério (João 1.40-42) e que o acompanhou durante os três anos da sua atividade messiânica (João 21.15-23). Por isso, Pedro também cita, em suas duas cartas, vários pensamentos que ele assimilou do próprio Jesus, como por exemplo:

  • Cingir os lombos em esperança e disposição para o retorno de Jesus (1Pedro 1.13). Pedro ouviu isso pessoalmente dos lábios de Jesus (Lucas 12.35-36).

  • O Senhor não faz diferença entre pessoas (1Pedro 1.17). Isso foi explicado a Pedro antes de ele ser enviado a Cornélio (Atos 10.15,34).

  • O Cordeiro de Deus sem defeito e sem mancha (1Pedro 1.19). Na ocasião, Jesus enviou Pedro e João para prepararem o cordeiro pascal (Lucas 22.7-8). Aquilo deve ter causado uma impressão permanente. Que impressão Jesus deixa em nossa vida? Será que ficamos permanentemente impressionados e permitimos que sua vida nos marque?

  • Pedras vivas de uma casa espiritual, na qual Jesus é a pedra angular rejeitada pelos homens, mas assentada por Deus (1Pedro 2.4-7; Atos 4.11). Pedro recebeu essa ilustração do Senhor quando este disse: “Vocês nunca leram isto nas Escrituras? ‘A pedra que os construtores rejeitaram tornou-se a pedra angular; isso vem do Senhor, e é algo maravilhoso para nós’. Portanto, eu digo que o Reino de Deus será tirado de vocês e será dado a um povo que dê os frutos do Reino” (Mateus 21.42-43).

  • As ovelhas sem pastor (1Pedro 2.25). Pedro testemunhou a cena em que o Senhor expressou sua compaixão com as ovelhas perdidas de Israel (Mateus 9.36).

  • A vestimenta da humildade (1Pedro 5.5). Pedro estava presente e inicialmente se rebelou contra aquilo quando Jesus se cingiu para lavar os pés dos seus discípulos (João 13.3-10).

  • A importância de dar atenção à palavra profética (2Pe 1.16-19). Com isso, o apóstolo se reporta à sua experiência com o Senhor no monte da transfiguração (Mateus 17.1-8).

  • A profecia sobre a vinda de falsos profetas e mestres (2Pedro 2.1). É evidente que Pedro obteve isso do discurso de Jesus no monte das Oliveiras (Mateus 24.11).

  • O dia do Senhor virá como um ladrão à noite (2Pedro 3.10). O Senhor também disse isso (Mateus 24.43).

Imitando Pedro, nós também podemos transmitir o que nós mesmos aprendemos de um relacionamento crescente com Jesus.

Imitando Pedro, nós também podemos transmitir o que nós mesmos aprendemos de um relacionamento crescente com Jesus, ou seja, do trato com sua Palavra.

O redator

O redator a quem Pedro ditou a carta foi Silvano, conhecido também por Silas (1Pedro 5.12). Podemos lembrar que, nas duas cartas aos tessalonicenses, Paulo saúda os destinatários junto com Silvano (1Tessalonicenses 1.1; 2Tessalonicenses 1.1). Ele era profeta (Atos 15.32) e cidadão romano (Atos 16.37). Isso explica a boa qualidade do grego nesta carta.

Assinante Plus

Além disso, Silvano também era o colaborador de Paulo que o acompanhou em sua segunda viagem missionária e na prisão em Filipos, onde ambos cantaram (Atos 15.40; 16.25). Além de Paulo, Barnabé e Judas, Silas foi um dos portadores da carta do concílio de apóstolos enviada aos cristãos em Antioquia. Ele era um dos “líderes entre os irmãos” (Atos 15.22-35).

Sendo assim, Silas era um colaborador conhecido, flexível, fiel e estimado das grandes personalidades, como Paulo, Barnabé, Pedro e Tiago. Ele se mantinha à disposição de todos e era um instrumento muito útil. Como Silvano colaborava tanto com Paulo como com Pedro, provavelmente foi também por intermédio dele que as cartas paulinas se tornaram conhecidas, a que Pedro alude em sua segunda carta (2Pedro 3.15-16).

Como nós ficamos nisso tudo? Será que enxergamos nossa responsabilidade apenas em nosso próprio e restrito círculo ou teríamos suficiente flexibilidade espiritual para nos deixar usar para além dele na obra de Deus?

Datação e ênfase

Pedro nos mostra a verdadeira graça de Deus no sofrimento e explica como crescer em direção a Cristo, viver em função de Cristo e descansar em Cristo.

A carta foi escrita por volta do ano 64 d.C., pouco depois de Nero ter incendiado Roma para então lançar a culpa disso sobre os cristãos, o que resultou numa pesada perseguição. É possível que 1Pedro 4.12 seja uma alusão a essa circunstância, com simultânea aplicação espiritual: “Amados, não se surpreendam com o fogo que surge entre vocês para prová-los, como se algo estranho estivesse acontecendo”.

A carta constitui também uma mensagem consoladora a crentes sob perseguição e sofrimento. A noção de sofrimento aparece 15 vezes nesta carta. Não se trata apenas de os crentes terem de passar por sofrimento, mas até que isso faz parte da sua vida e de modo nenhum será algo de origem e natureza estranha, incomum ou casual. Podemos considerar 1Pedro 1.7 como o versículo-chave sobre essa temática:

“Assim acontece para que fique comprovado que a fé que vocês têm, muito mais valiosa do que o ouro que perece, mesmo que refinado pelo fogo, é genuína e resultará em louvor, glória e honra quando Jesus Cristo for revelado.”

Pedro nos mostra a verdadeira graça de Deus no sofrimento e explica como crescer em direção a Cristo, viver em função de Cristo e descansar em Cristo.

Compartilhe:   Compartilhar no WhatsApp Compartilhar no Facebook

Norbert Lieth nasceu em 1955 na Alemanha, sendo missionário na América do Sul entre 1978 e 1985. Casado, tem 4 filhas. Hoje faz parte da liderança da Chamada da Meia-Noite em sua sede, na Suíça. O ponto central de seu ministério é a palavra profética, sendo autor de diversos livros e conferencista internacional. Ele estará presente no 22º Congresso Internacional Sobre a Palavra Profética, organizado pela Chamada.

Veja artigos do autor

Itens relacionados na livraria

Leia também

Será que estou no lugar certo?
Será que estou no lugar certo?
Daniel Lima
Você é Importante
Você é Importante
Ernesto Kraft
Sou responsável pelo que creio?
Sou responsável pelo que creio?
Daniel Lima
Quando Deus parece estar calado...
Quando Deus parece estar calado...
Daniel Lima
Famosos ou Importantes?
Famosos ou Importantes?
Daniel Lima
A História do Nascimento de Jesus
A História do Nascimento de Jesus
Thomas Lieth
A COMPAIXÃO DO SENHOR
Boa Semente 2021

A COMPAIXÃO DO SENHOR

Pois ele [o Senhor] conhece a nossa estrutura; lembra-se de que somos pó. (Salmo 103:14)

30 de Julho
Pérolas Diárias

30 de Julho

"Mas, à meia-noite, ouviu-se um grito: Eis o noivo! saí ao seu encontro." Mateus 25.6

Compartilhe:   Compartilhar no WhatsApp Compartilhar no Facebook

Destaques

O Reino Vindouro

R$59,90

Como foi nos dias de Noé

R$31,90

1 e 2Tessalonicenses

R$34,90

Provérbios

R$32,90

Receba o informativo da Chamada

Artigos Recentes