Distribua Folhetos!

Dieter Steiger

Compartilhe: 

Era outubro de 1957. Ajoelhado em meu quarto na cidade de Laufenburg, no Sul da Alemanha, eu aceitava Jesus Cristo como meu Senhor e Salvador pessoal. Logo seria Carnaval, e junto com outros jovens cristãos saí distribuindo folhetos pelas ruas. É óbvio que naquela época eu não tinha muito a dizer sobre minha fé tão recente. Tudo era novo para mim. Mas os folhetos falavam uma linguagem clara, simples e fácil de ser entendida. Eles falavam por mim. Desde aquela experiência, evangelizar com folhetos tem sido importante na minha vida. Hudson Taylor (1832-1905), um dos maiores missionários da história, fundador e líder da Missão do Interior da China (hoje Overseas Missionary Fellowship) também se converteu a Jesus através de um folheto com o título “A obra consumada de Cristo”.

Fiquei pensando nesse assunto quando veio às minhas mãos o testemunho a seguir, que compartilho com muita alegria:

Sempre gostei de evangelizar nas ruas e praças da minha cidade. Esse ministério tem sido uma bênção, pois até os incrédulos falam que é muito bom ouvir a Palavra de Deus. Um dia entregamos um folheto para uma criança, que o levou à sua mãe. À noite ambos estavam na igreja. Também fazemos cultos ao ar livre e usamos folhetos onde carimbamos o endereço da igreja. Assim convidamos as pessoas a visitar os cultos. Conheço gente que se converteu através de um folheto. Um exemplo é um conhecido cantor evangélico, que aceitou a Cristo quando encontrou um folheto no bolso de seu paletó durante uma viagem de avião. Os folhetos da Chamada da Meia-Noite são de vital importância para a evangelização, pois são muito bem elaborados e empregados na obra de Deus sem desperdício. Do vosso irmão em Cristo, G.D.L., Baurú/SP.

Temos mais de 70 títulos de folhetos evangelísticos diferentes, e gostaríamos de encher suas mãos com eles. Infelizmente, testemunhos alegres e contagiantes como o acima tem se tornado mais raros. Mas o evangelismo pessoal não pode ser substituído por nenhum outro método de pregação do Evangelho. Será que hoje em dia confiamos demais nos meios de comunicação de massa e na evangelização pela televisão? Certamente devemos fazer uma coisa sem descuidar da outra. Existem, sim, muitos métodos de cumprir a ordem missionária “ide e pregai”. A distribuição de folhetos é apenas um dentre muitos meios, mas não deveríamos negligenciar essa ferramenta tão útil e proveitosa. Quem sabe outro Hudson Taylor possa ser ganho para Cristo e Seu trabalho missionário?

Por isso, aproveitemos a chance, atingindo essas pessoas com a melhor das mensagens, aquela que traz felicidade verdadeira e libertação real. Consagremos nossa vida ao Senhor a cada novo dia (Romanos 12.1-2), permitindo que Ele nos use, por exemplo, na distribuição de folhetos.

Unidos na obra do Senhor Jesus que está voltando, saúdo de coração.

Compartilhe: 

Dieter Steiger nasceu na Alemanha e se formou em teologia pelo Seminário Bíblico de Beatenberg, Suíça. Em 1965, ele e sua esposa, Helga, deixaram a Europa como missionários em direção ao Brasil. Foi diretor e professor da Escola Bíblica da Chamada da Meia-Noite em Montevidéu, Uruguai, e também serviu por muitos anos como presidente da Chamada da Meia-Noite no Brasil, a qual fundou. Em 2016, porém, voltou para a sua terra natal, onde aguarda ansiosamente a volta do Senhor Jesus Cristo.

Veja artigos do autor

Fale ConoscoQuem SomosTermos de usoPrivacidade e Segurança