Todo Dia Com as Escrituras

Êxodo 8:20-32 (leia aqui)

A quarta praga foram as moscas. Enxames penetraram nas casas e arruinaram o Egito, com exceção da terra de Gósen. Na esfera moral, essas moscas nos fazem pensar na maledicência, nos ciúmes e em toda a sorte de irritações que penetram na família e nas relações sociais das gentes do mundo, mas que não acham lugar na casa dos filhos de Deus.

O Faraó está agora pronto a fazer certas concessões: "Ide e sacrificai ao vosso Deus nesta terra" (v. 25). Mas isso era impossível. O Senhor havia ordenado uma caminhada de três dias no deserto (3:18). Três dias: o tempo que Jesus permaneceu no túmulo, entre Sua morte na cruz e a manhã de Sua ressurreição. Agora o Inimigo quer arrancar de nós as verdades que nos fazem lembrar sua derrota. Por outro lado, a adoração sem a lembrança da cruz e da ressurreição não lhe causa preocupação. O mundo admira a vida de Jesus e honra as pessoas boas. Ele tem a sua própria religião e aceitará tolerantemente que tenhamos a nossa também. Mas a cruz e a presença de um Cristo vivo no céu, que são as bases de nossa adoração, condenam o mundo e dele nos separam definitivamente (Gálatas 6:14).

Islamismo em Foco

 

Contribua com este ministério

Realizamos a obra com poucos recursos e precisamos do seu apoio para mantê-lo e expandi-lo. Ajude-nos a alcançar mais pessoas com a Palavra de Deus!

Saiba como contribuir
Compartilhe: 
Fale ConoscoQuem SomosTermos de usoPrivacidade e Segurança