Todo Dia Com as Escrituras

Êxodo 32:21-35 (leia aqui)

Moisés ficou muito indignado. Há pouco demonstrara grande zelo pelo povo diante do Senhor, agora estava zeloso pelo Senhor diante do povo. Ele pede explicações a Arão, porém este lhe dá desculpas em vez de se humilhar. Então uma terrível tarefa é imposta aos filhos de Levi e isto para nos mostrar que a glória de Deus deve ter sempre a primazia sobre os laços familiares ou de amizade. Os filhos de Levi são fiéis e o Senhor tomará isso mais tarde em consideração ao lhes confiar o serviço do tabernáculo (Deuteronômio 33:9-10). Deus não nos usará em Seu serviço antes de colocar à prova a nossa fidelidade.

Por último, encontramos Moisés novamente na brecha, na posição de intercessor. Ele revela os fatos a Deus, diferentemente de Arão, sem ocultar nada. Espera ser capaz de fazer propiciação pelo pecado do povo e se oferece para receber o castigo no lugar do povo. Isso nos lembra o apóstolo Paulo, que a si mesmo desejaria ser “anátema, separado de Cristo, por amor de” seus “irmãos”, seus “compatriotas, segundo a carne” (Romanos 9:3). Mas sacrifício como esse não é possível. As Escrituras declaram que “ao irmão, verdadeiramente, ninguém pode remir, nem pagar a Deus o seu resgate” (Salmo 49:7) e que “cada um de nós dará contas de si mesmo a Deus” (Romanos 14:12). Só Cristo podia fazer expiação pelo pecador, porque Ele era sem pecado.

Islamismo em Foco

 

Contribua com este ministério

Realizamos a obra com poucos recursos e precisamos do seu apoio para mantê-lo e expandi-lo. Ajude-nos a alcançar mais pessoas com a Palavra de Deus!

Saiba como contribuir
Compartilhe: 
Fale ConoscoQuem SomosTermos de usoPrivacidade e Segurança