Todo Dia Com as Escrituras

Êxodo 16:32-36 — 17:1-7 (leia aqui)

"Toma um vaso, mete nele um gômer cheio de maná…" (v. 33). Era a porção de Deus. "O maná escondido, Cristo vindo do céu e feito homem, ressurreto e exaltado no céu com um corpo glorificado, isto pertencia aos deleites de Deus" (H.Rossier) — deleites que Ele compartilha com os vencedores (Apocalipse 2:17).

Depois da fome, é a sede que se torna o motivo de murmuração deste povo miserável. E agora? A graça de Deus serviu-se disso uma vez mais para nos revelar um mistério valioso, cuja explanação se encontra em 1 Coríntios 10:4: "Beberam da mesma fonte espiritual; porque bebiam de uma pedra espiritual que os seguia. E a pedra era Cristo" (veja também João 7:37-39). Mas, para que saísse água da rocha (a vida do Espírito), era necessário que a rocha fosse ferida, do mesmo modo que Cristo fora ferido na cruz pelas mãos do próprio Deus. Entretanto, observemos: Foi o pecado do povo, suas murmurações e rebeliões, que fez com que a rocha fosse ferida. "Por causa da transgressão do meu povo, foi ele ferido", disse o profeta a respeito de Cristo (Isaías 53:8). E assim, enquanto o maná é uma figura de Cristo vindo do céu, a rocha ferida nos fala de Cristo crucificado, e a água viva representa o Espírito Santo, o poder da nova vida que o ressurreto e vivo Salvador dá a todos os que nEle crêem.

Islamismo em Foco

 

Contribua com este ministério

Realizamos a obra com poucos recursos e precisamos do seu apoio para mantê-lo e expandi-lo. Ajude-nos a alcançar mais pessoas com a Palavra de Deus!

Saiba como contribuir
Compartilhe: 
Fale ConoscoQuem SomosTermos de usoPrivacidade e Segurança