Todo Dia Com Paz

Quinta, 27 De Junho

E dizia Jesus: Pai, perdoa-lhes, porque não sabem o que fazem.

Lucas 23:34

Amor Inegável E Invencível

  Muitos de nossos leitores conhecem essa oração do Senhor Jesus muito bem. Mas nós estamos conscientes das circunstâncias nas quais a mesma foi proferida?

  Jesus Cristo estava pendurado numa cruz, com Suas mãos traspassadas, sofrendo, e com dor excruciante. Ao redor do lugar da execução estavam os soldados que tinham acabado de pregar Suas mãos e pés. Talvez tivessem feito aquilo com a insensibilidade normal de sua profissão, acompanhada da zombaria de seus endurecidos companheiros. A Bíblia menciona o profundo desprezo dos líderes religiosos de Israel.

  Espectadores simpáticos podem ter pensado: “Certamente eles não podem ser tão brutos a ponto de tirar-Lhe a vida”. Mas essa era a intenção deles. Talvez alguns acreditavam que alguém tão desamparado necessitasse de apoio. Outros poderiam ter impedido a crucificação, acreditando que apenas facínoras não mereciam simpatia. Pouco tempo tinha se passado do momento em que Pilatos havia perguntado: “Que mal fez ele?”. Depois de 2.000 anos, ninguém ainda consegue responder a essa pergunta. Não havia nenhuma razão válida para a condenação e execução daquele Homem inocente.

  Foi nessa situação que o Senhor orou por Seus inimigos. Esse é o ponto impressionante que desejamos enfatizar. Nós não teríamos agido dessa maneira. Mas mesmo em Seu sofrimento, o Senhor Jesus pensou que Seus inimigos precisavam de perdão, como também todos nós. Isso é amor, inegável e invencível. E agora que Ele está ressuscitado e vivo, Ele ainda nos ama, incluindo você.  

Compartilhe: 
Congresso 2020

 

Contribua com este ministério

Realizamos a obra com poucos recursos e precisamos do seu apoio para mantê-lo e expandi-lo. Ajude-nos a alcançar mais pessoas com a Palavra de Deus!

Saiba como contribuir
Fale ConoscoQuem SomosTermos de usoPrivacidade e Segurança