Todo Dia Com Paz

Terça-Feira 19 Junho

Não me envergonho do evangelho de Cristo, pois é o poder de Deus para salvação de todo aquele que crê... Porque nele se descobre a justiça de Deus de fé em fé, como está escrito: Mas o justo viverá pela fé.

(Romanos 1:16-17)

Martinho Lutero (2)

Lendo a Bíblia Martinho Lutero descobriu, com espanto, a grandeza de Deus, Sua absoluta santidade e a incapacidade de todo homem para satisfazer as exigências da justiça divina, justiça que Lutero entendia apenas como um juízo necessário com o homem pecador. Lutero escreveu: “Por último Deus se compadeceu de mim. Começava a compreender (lendo o versículo de hoje) que ‘a justiça de Deus’ significa: a justiça que Deus dá e pela qual o justo (aquele que a recebe) vive pela fé. De repente senti que renascia e tive a impressão de entrar por umas portas abertas de par em par que davam no próprio Paraíso”. Essa justiça que recebemos gratuitamente e com a qual Deus nos reveste, foi adquirida por Jesus para nós na cruz do Calvário, onde suportou o juízo por nossos pecados como nosso Substituto. Lutero também compreendeu que sendo justificado e, portanto, salvo, as obras são uma consequência da salvação e não um meio para alcançá-la. Foi Lutero que voltou a descobrir no século XVI o sentido da justiça divina, assim como o caráter gratuito da salvação pela fé, bases do verdadeiro cristianismo.

Encontrou essas importantes verdades na própria Bíblia, a Palavra de Deus. Defensor da autoridade soberana das Santas Escrituras, Lutero proclamaria: “Apenas as Escrituras”.

 

Contribua com este ministério

Realizamos a obra com poucos recursos e precisamos do seu apoio para mantê-lo e expandi-lo. Ajude-nos a alcançar mais pessoas com a Palavra de Deus!

Saiba como contribuir
Fale ConoscoQuem SomosTermos de usoPrivacidade e Segurança