Paz com Deus na aflição

Lothar Gassmann

Feliz é o homem que persevera na provação, porque depois de aprovado receberá a coroa da vida, que Deus prometeu aos que o amam.” (Tiago 1.12)

Quando falamos sobre a paz com Deus, não podemos omitir a tentação a que essa fé está exposta. A paz na cruz foi selada, mas às vezes ela é pouco percebida aqui na terra. Pelo contrário, justamente viver como cristão normalmente significa ter lutas. Quem confessa publicamente a sua fé em Jesus muitas vezes precisa contar com a zombaria de seus companheiros, colegas ou familiares. Em muitos países os cristãos são perseguidos por causa de sua fé. Internamente, o cristão é atribulado por muito desânimo, dúvidas e golpes do destino. A Bíblia fala de maneira realista sobre as “tribulações” ou “aflições” às quais você e eu, sendo cristãos, estamos sujeitos.

Apesar disso, a aflição de uma pessoa que crê em Jesus pode mesmo assim ter consequências positivas. Ela proporciona paciência. Ela põe a fé à prova. Ela purifica e fortalece. Ela direciona o olhar para a futura glória do reino de Deus, onde todo sofrimento terá fim. A tribulação e a angústia também ensinam a esperar por aquele que conduz o rebanho dos seus redimidos para esse eterno reino de paz: Jesus Cristo, o Filho de Deus. É a isso que o apóstolo Paulo se referia, quando escreveu: “Não só isso, mas também nos gloriamos nas tribulações, porque sabemos que a tribulação produz perseverança; a perseverança, um caráter aprovado; e o caráter aprovado, esperança. E a esperança não nos decepciona, porque Deus derramou seu amor em nossos corações, por meio do Espírito Santo que ele nos concedeu” (Romanos 5.3-5).

A Bíblia fala de maneira realista sobre as “tribulações” ou “aflições” que estamos sujeitos.

A paz com Deus também é uma paz que ainda nos sustenta – a você e a mim – quando tudo ao nosso redor parecer ruir. É uma paz contra as aparências. Uma paz profundamente arraigada no coração. Uma paz que flui de dentro para fora e que mesmo assim recebe sua força de fora: de Deus, nosso Criador, o qual, por seu incompreensível amor por nós, deseja nos receber como seus filhos. Você conhece essa paz, esse abrigo em Deus? Se você não o conhece, então receba-o agora! Pela fé aceite a Jesus Cristo como seu Senhor e Salvador!

Até aqui Deus me guiou. Por isso lhe sou agradecido.
Mesmo na solidão da noite o Senhor comigo esteve.
Ele me ensinou aquilo que eu não havia compreendido,
segurando-me com a sua mão fiel e firmemente.

 

Lothar Gassmann nasceu em 1958 na cidade alemã de Pforzheim. É pregador, professor, evangelista e publicista. Escreveu numerosos livros, artigos e canções na área teológica. Desde 2009, é colaborador do Serviço das Igrejas Cristãs (CGD, na sigla original) e editor da revista trimestral Der schmale Weg [O Caminho Estreito]. Completou seu doutorado em teologia em 1992, na Universidade de Tubinga, na Alemanha.

Veja artigos do autor

Todos os textos da série

Fale ConoscoQuem SomosTermos de usoPrivacidade e Segurança