A Tragédia de Um Devoto a Deus: Lições da vida de Sansão

Quem era Sansão?

O que nos move é a tragédia de tantas pessoas que foram consagradas a Deus; pessoas que, por meio do pecado, perderam o que Deus tem de melhor, instrumentos nas mãos de Deus que ele precisou descartar. Há um caminho de retorno para tais pessoas desqualificadas? Juízes 16 relata o naufrágio de Sansão e seu caminho de volta para o Senhor.

Ele o declarou diante de Dalila, em Juízes 16.17 (NVT): “... fui consagrado a Deus...”. Permita-me dizer algo: você também é uma pessoa consagrada a Deus. De uma maneira ou de outra, você pertence a Deus. Ele tem pleno direito de propriedade sobre você, pois ele lhe comprou (1Coríntios 6.20; 7.23; 1Pedro 1.18-19). Desse modo você está na mesma situação de Sansão, pois Deus diz: “... você é meu” (Isaías 43.1).

Desde a mais tenra idade Sansão era abençoado pelo Senhor. “Ele cresceu, e o Senhor o abençoou” (Juízes 13.24). Você também é uma pessoa abençoada? De qualquer modo, você está sob a promessa divina: “... o abençoarei” (Gênesis 12.2). Você recebe a bênção do Senhor – mas a recebe na medida plena somente se ele puder dispor do seu direito de propriedade sobre você. A tragédia de muitas pessoas consagradas a Deus começa pelo fato de que elas, por meio de sua desobediência, privam o Senhor do seu direito de propriedade. “Veio para o que era seu, mas os seus não o receberam” (João 1.11). A causa da falta de bênção em sua vida é que ele não dispõe do direito, mas somente você dispõe dele.

Não há limites para aquilo que o Senhor pode fazer na vida de uma pessoa quando o Espírito de Deus se dispõe a guiá-la.

Sansão era movido pelo Espírito de Deus. Podemos ver um início promissor na vida desse homem. “E o Espírito do Senhor começou a agir nele...” (Juízes 13.25). Isso não é um sinal marcante para todo filho de Deus? “Porque todos os que são guiados pelo Espírito de Deus são filhos de Deus” (Romanos 8.14). Não há limites para aquilo que o Senhor pode fazer na vida de uma pessoa quando o Espírito de Deus se dispõe a guiá-la.

Assim, Sansão teve grande força para vencer, como também grande fraqueza.

A vitória: “Encontrando a carcaça de um jumento, pegou a queixada e com ela matou mil homens. Disse ele então: ‘Com uma queixada de jumento fiz deles montões. Com uma queixada de jumento matei mil homens’” (Juízes 15.15-16).

A fraqueza: “Sansão estava com muita sede e clamou ao Senhor: ‘Deste pela mão de teu servo esta grande vitória. Morrerei eu agora de sede para cair nas mãos dos incircuncisos?’” (Juízes 15.18).

Por que acontecem esses dois extremos: após a maior vitória segue a maior miséria? Resposta: porque Sansão não obteve vitória dentro da vitória. No sentimento de poder da recente vitória ele exclamou: “Com uma queixada de jumento fiz dele montões” (verso 16a). – Filho(a) de Deus, você conhece este paradoxo de vitória e fraqueza em sua vida? É o Senhor que pretende lhe libertar dessa ilusão do “eu”. Em sua fraqueza, Sansão foi trazido de volta para o ponto correto. No versículo 16b ele afirmou: “Com uma queixada de jumento matei mil homens”. Porém, quando ele estava abatido pela sede, exclamou: “Deste pela mão de teu servo esta grande vitória” (verso 18).

Quando você se sentir fraco e infeliz, então soletre calmamente as palavras de 2Coríntios 12.9-10: “Mas ele me disse: ‘Minha graça é suficiente a você, pois o meu poder se aperfeiçoa na fraqueza’. Portanto, eu me gloriarei ainda mais alegremente em minhas fraquezas, para que o poder de Cristo repouse em mim. Por isso, por amor de Cristo, regozijo-me nas fraquezas, nos insultos, nas necessidades, nas perseguições, nas angústias. Pois, quando sou fraco, é que sou forte”.

Wim Malgo (1922-1992) nasceu em Maassluis, Holanda. Formou-se no Instituto Bíblico Beatenberg, na Suíça. Fundou a Obra Missionária Chamada da Meia-Noite na Suíça em 1955. Autor de mais de 40 livros, durante décadas suas mensagens bíblicas, proféticas e de santificação, profundas e atuais, transmitiram uma visão clara do plano de Deus e ajudaram inúmeras pessoas em sua vida de fé.

Veja artigos do autor

Todos os textos da série

Fale ConoscoQuem SomosTermos de usoPrivacidade e Segurança