O evangelho restaura

Norbert Lieth

Mando-o de volta a você, como se fosse o meu próprio coração.” (Filemom 12)

1) A graça. A partir desse versículo podemos deduzir o grande valor que o evangelho atribui para que a pessoa, que recebeu a salvação, seja novamente reconduzida à posição perdida anteriormente.

O pecado nos rouba a posição que Deus pretendia nos proporcionar. Ele destrói essa posição e nos põem em fuga. Ele destrói os bons relacionamentos.

No entanto, o perdão restaura a pessoa totalmente. A graça de Deus, em Jesus, é tão perfeita que a pessoa é novamente aceita e integrada. A graça redentora nos concede a salvação e nos conduz novamente para casa, para Deus, o Pai. É o que podemos ver bem ilustrado na parábola do filho pródigo: ele foi aceito e reintegrado como filho, foi ricamente presenteado e recebeu uma posição totalmente nova.

Quando Paulo escreveu se referindo a Onésimo: “Mando-o de volta a você, como se fosse o meu próprio coração”, podemos compreender o quanto o evangelho da graça de Deus consegue restaurar. O apóstolo se colocou no mesmo nível com o escravo. Paulo se compara com ele e o identifica com o seu próprio coração. Com isso o apóstolo quer expressar que Onésimo agora ocupa a mesma posição da graça como ele mesmo. Não há mais diferença entre escravo e livre, entre homem e mulher, entre judeu e grego.

Isso também demonstra o quanto Onésimo deve ter mudado durante esse tempo desde a sua conversão – de alguém “à toa” para um valioso homem compassivo.

Também nós deveríamos observar nossos coirmãos em sua posição em Cristo e não julgar eles de acordo com sua procedência, casta social ou de acordo com o que foram anteriormente. Deveríamos estar atentos para que ocorram transformações em nossa vida, conforme lemos em Romanos 12.2: “Não se amoldem ao padrão deste mundo, mas transformem-se pela renovação da sua mente, para que sejam capazes de experimentar e comprovar a boa, agradável e perfeita vontade de Deus”. — Norbert Lieth

Todos os textos da série

Fale ConoscoQuem SomosTermos de usoPrivacidade e Segurança