Todo Dia Com Jesus

Lucas 18:1-17

A parábola da viúva e do juiz iníquo nos anima a orar com perseverança (Romanos 12:12; Colossenses 4:2). Se até mesmo um homem perverso acaba se comovendo, quanto mais razão não teria o Deus de amor para intervir libertando os "seus escolhidos". Às vezes Ele tarda em fazê-lo, porque o fruto que espera não está maduro; mas não nos esqueçamos de que Ele a Si mesmo Se obriga a usar de paciência, pois o Seu amor O levaria a agir mais depressa (v. 7). Virá um tempo, o da tribulação final, quando esta passagem terá sua plena aplicação nos escolhidos do povo judeu.

O fariseu que, cheio de si mesmo, apresenta a Deus a sua própria justiça, e o publicano, que mantém uma certa distância por ter profunda consciência de seus pecados, são, num sentido moral, os respectivos descendentes de Caim e Abel, com a diferença de que Abel tinha a ciência de ter sido justificado. O único título que nos dá o direito de nos aproximarmos de Deus é o de pecador. É humilhante para o homem ter que pôr de lado as suas obras (v. 11) e também seus raciocínios, sabedoria e experiência. Mas as verdades divinas do reino só podem ser apreendidas por uma simples fé, ilustrada de forma tocante na confiança de uma criancinha. Quando o Senhor vier, achará em nós uma fé assim? (v. 8).

Assinante Plus

 

Contribua com este ministério

Realizamos a obra com poucos recursos e precisamos do seu apoio para mantê-lo e expandi-lo. Ajude-nos a alcançar mais pessoas com a Palavra de Deus!

Saiba como contribuir
Fale ConoscoQuem SomosTermos de usoPrivacidade e Segurança