Todo Dia Com Jesus

Marcos 11:1-14

O caminho do Senhor está chegando a seu fim. Ele faz a Sua entrada triunfal em Jerusalém e vai ao templo, onde começa por observar em Sua volta todas as coisas (v. 11), como se perguntasse: "Estou em casa aqui?" Esse detalhe, próprio do Evangelho de Marcos, mostra-nos que Deus nunca julga e condena precipitadamente um estado de coisas (compare Gênesis 18:21). Mas quais devem ter sido os sentimentos do Senhor ao ver que esta casa de oração estava tão profanada?

Ele deixa este lugar manchado e retira-Se a Betânia para passar a noite com o pequeno número dos que O reconhecem e O amam. Betânia significa tanto "casa do necessitado" como também "casa de figos" . É como se Ele, o pobre (Salmo 40:17), só em Betânia tivesse achado algum fruto para Deus ("figos muito bons", conforme Jeremias 24:2). Isso foi um consolo ao Seu coração, e até mesmo uma amostra prévia do fruto decorrente do "penoso trabalho de sua alma" na cruz.

"No dia seguinte, quando saíram de Betânia" (v. 12), o Senhor Jesus amaldiçoa a figueira estéril, a qual representa Israel na condição como o Senhor a encontrou e, de maneira geral, o homem natural, do qual Deus não pôde tirar nenhum fruto para Si, apesar de suas aparências religiosas (as folhas), as quais Ele definitivamente condenou: "Eu os consumirei de todo, diz o Senhor; não haverá uvas na vide, nem figos na figueira, e a folha já está murcha; e já lhes designei os que passarão sobre eles" (Jeremias 8:13).

Assinante Plus

 

Contribua com este ministério

Realizamos a obra com poucos recursos e precisamos do seu apoio para mantê-lo e expandi-lo. Ajude-nos a alcançar mais pessoas com a Palavra de Deus!

Saiba como contribuir
Fale ConoscoQuem SomosTermos de usoPrivacidade e Segurança