Um crente pode ter um falso espírito?

Samuel Rindlisbacher

Pergunta: “Li que um cristão não pode ter um falso espírito. Não concordo com essa opinião. Isso é possível, sim! Pois, de onde vêm todas as brigas, divisões e problemas dentro da Igreja de Jesus?”.

Resposta: A Bíblia diz claramente que ninguém pode servir a dois senhores (veja Mt 6.24). Não podemos ser a morada do Espírito Santo (1 Co 3.16) e, ao mesmo tempo, a morada de um espírito das trevas! Mas o que podemos muito bem – e infelizmente isso acontece muitas vezes – é apagar e entristecer o Espírito Santo (1 Ts 5.19; Ef 4.30). O problema de muitas igrejas e, por extensão, o problema de muitos cristãos, é que há pessoas que alegam ser crentes sem jamais terem experimentado o genuíno novo nascimento. Judas é um exemplo assustador dessa realidade. Ele andou com Jesus por três anos, mas, de fato e de verdade, nunca renasceu.

Infelizmente também existem cristãos que são nascidos de novo, mas não dão lugar à Palavra de Deus nem à ação transformadora do Espírito Santo em suas vidas. Eles deixam o comando a cargo de seu próprio coração mau. E é dali que vêm aquilo que o Senhor Jesus descreveu tão bem: “Porque de dentro, do coração dos homens, é que procedem os maus desígnios, a prostituição, os furtos, os homicídios, os adultérios, a avareza, as malícias, o dolo, a lascívia, a inveja, a blasfêmia, a soberba, a loucura” (Mc 7.21-23).

Esses pecados não são cometidos por outro espírito, mas provêm do nosso próprio coração mau, que carregaremos dentro de nós até o fim da nossa vida. Por isso, é tão fundamental e decisivo a quem nos submetemos! O que decide é a quem obedecemos, se ao nosso próprio ego e ao coração pecaminoso ou ao Espírito Santo, que ilumina a Palavra de Deus para nós e a torna viva em nossos corações. (Samuel Rindlisbacher)

Fale ConoscoQuem SomosTermos de usoPrivacidade e Segurança