Jesus é Deus ou um anjo?

Norbert Lieth

Pergunta: “Em seu livro As Profecias de Zacarias – Visões de um Novo Tempo li que Jesus Cristo é o anjo do Senhor que estava parado entre as murtas (Zc 1.8-1). No livro Os Fatos Sobre as Testemunhas de Jeová, consta na pergunta “Quem é Jesus para as Testemunhas de Jeová?” (a partir da página 24), que as TJs ensinam que Jesus Cristo é o arcanjo Miguel, portanto, também um anjo. Em Mateus 1.24 está escrito: “E José, tendo despertado do sono, fez como o anjo do Senhor (portanto, Jesus) lhe ordenara”. Em Mateus 2.13 lemos: “E, havendo eles se retirado, eis que um anjo do Senhor (portanto, Jesus) apareceu a José em sonho...” Em Mateus 2.19: “Mas tendo morrido Herodes, eis que um anjo do Senhor (portanto, Jesus) apareceu em sonho...”. Em João 1.1 está escrito: “No princípio era o Verbo (Jesus), e o Verbo (Jesus) estava com Deus, e o Verbo (Jesus) era Deus”. Então, Jesus era Deus ou um anjo?”.

Resposta: Fica claro, a partir dos respectivos contextos dos trechos bíblicos, qual é o significado. Na maioria das traduções esse anjo não é chamado simplesmente de um anjo do Senhor, mas o anjo do Senhor. Além do mais, esse mensageiro fala muitas vezes com uma autoridade tal, que somente Deus possui. Assim é que, por exemplo, Êxodo 3.2,5-6 relata: “E apareceu-lhe o anjo do Senhor em uma chama de fogo do meio duma sarça. Moisés olhou, e eis que a sarça ardia no fogo, e a sarça não se consumia; ... Prosseguiu Deus: Não te chegues para cá; tira os sapatos dos pés; porque o lugar em que tu estás é terra santa. Disse mais: Eu sou o Deus de teu pai, o Deus de Abraão, o Deus de Isaque, e o Deus de Jacó. E Moisés escondeu o rosto, porque temeu olhar para Deus” (compare com Jz 2.1; Jz 6.22-24, etc.). Quando investigamos os trechos bíblicos que falam do anjo do Senhor, descobrimos o seguinte:

  • Ele é percebido como Deus.
  • Ele fala na qualidade de Deus.
  • Ele ordena coisas por autoridade própria.
  • Ele perdoa pecados.
  • Ele age como juiz.
  • Ele recebe adoração.
  • Ele consola.
  • Ele dá promessas.

O homem entre as murtas parece, portanto, ter essa autoridade (Zc 1.8-11).

No caso do arcanjo Miguel, o nome já dá a entender que não se pode tratar de Jesus. Miguel é diferente de Jesus, o que também ocorre com o anjo mensageiro Gabriel. A José apareceu, aparentemente, o anjo Gabriel. Isso fica evidente pela relação com outros trechos (Lc 1.19, 26). Assim como Miguel não é Jesus, Gabriel também não é Jesus. Miguel é descrito como o anjo que intercede pelos filhos de Israel (Dn 12.1), além do mais, ele é “um dos primeiros príncipes”, e não o primeiro (Dn 10.13). Gabriel é um anjo que assiste diante de Deus, que é especialmente usado para receber ordens e transmitir mensagens (Dn 8.16-17; Lc 1.19,26).

Os outros anjos mencionados por você são chamados “um anjo do Senhor”, mas não “o anjo do Senhor”. (Norbert Lieth).

Norbert Lieth é Diretor da Chamada da Meia-Noite Internacional. Suas mensagens têm como tema central a Palavra Profética. Logo após sua conversão, estudou em nossa Escola Bíblica e ficou no Uruguai até concluí-la. Por alguns anos trabalhou como missionário em nossa Obra na Bolívia e depois iniciou a divulgação da nossa literatura na Venezuela, onde permaneceu até 1985. Nesse ano, voltou à Suíça e é o principal preletor em nossas conferências na Europa. É autor de vários livros publicados em alemão, português e espanhol.

Norbert Lieth será um dos preletores do 19º Congresso Internacional Sobre a Palavra Profética — 18 a 21 de Outubro de 2017 | Águas de Lindóia | SP
Participe desse evento que terá o tema «Venha o Teu Reino! Para Todo o Sempre» Inscreva-se

Veja artigos do autor

Fale ConoscoQuem SomosTermos de usoPrivacidade e Segurança