Todo Dia Com Paz

SÁBADO 10 Fevereiro

Eis que bem-aventurado é o homem a quem Deus repreende; não desprezes, pois, a correção do Todo-Poderoso.

(Jó 5:17)

Meditações Sobre O Livro de Jó (leia Jó 5:1-27)

O principal tema sobre o qual os três amigos desenvolverão seus discursos é o seguinte: Deus é justo. Ele não afligiria Jó tão severamente se este não merecesse. Todos os sofrimentos do patriarca são castigo e julgamento. Se ele confessasse os pecados, seria restaurado. Mas sabemos pelo início da história que Jó não poderia ser acusado de nenhuma falta particular. O próprio Deus havia dito a Satanás: “Ele [Jó] conserva a sua integridade, embora me incitasses contra ele, para o consumir sem causa” (2:3). Portanto, era um erro considerar as aflições dele como um castigo. Não havia motivo para castigo, e os versículos 17 e 18 resumem maravilhosamente a história inteira. Devemos compará-los com Provérbios 3:11-12, trecho citado em Hebreus 12:5-6: “Filho meu, não menosprezes a correção que vem do Senhor, nem desmaies quando por ele és reprovado; porque o Senhor corrige a quem ama e açoita a todo filho a quem recebe”. Certamente o Senhor tinha algo para corrigir, algo para acertar com Seu servo: a justiça própria de Jó. Ele o tinha afligido, mas também iria curá-lo para o bem de Jó.

O Senhor corrige a quem ama! Que maravilhosas palavras de conforto! A tempestade desencadeada por Satanás é, no final, uma prova do amor divino para com o crente.

Casamento

 

Contribua com este ministério

Realizamos a obra com poucos recursos e precisamos do seu apoio para mantê-lo e expandi-lo. Ajude-nos a alcançar mais pessoas com a Palavra de Deus!

Saiba como contribuir
Fale ConoscoQuem SomosTermos de usoPrivacidade e Segurança