Sem salário mínimo

... contemplava a sua recompensa” (Hebreus 11.26).

O desgaste foi à toa. O empenho foi elevado, mas o resultado, miserável. E agora? Foi tudo em vão? É como se uma gravação repetisse: “Para nada! Para nada! Para nada!”.

Você também conhece tais situações? A queixa: “... por que deveria eu lutar em vão?” (Jó 9.29). “Certamente me foi inútil manter puro o coração” (Salmo 73.13). Para que tudo isso? Mesmo assim devo continuar? Mesmo que tudo pareça sem sentido? Talvez você orou, mas nada aconteceu. Você lutou, deu o seu coração – e agora?

Não esqueça: o Diabo sabe exatamente o momento de fraqueza da nossa alma. Ele sabe em que ocasião estamos vulneráveis. E subitamente acontece: “O tentador aproximou-se dele...” (Mateus 4.3).

Tome cuidado, o esgotamento físico e mental é perigoso! O inimigo gosta de tocar piano em nervos destruídos. O que ajuda no nevoeiro do desânimo é somente um espírito firme e uma fé decidida.

Isso, no entanto, só é possível de ser alcançado se não perdermos de vista o alvo que compensa. Por que você olha constantemente para o vale das suas derrotas? Talvez faltem apenas alguns metros para que você alcance o topo, o alvo compensador. O que o impressiona mais: as solas dos seus pés um pouco doloridos ou o incrível e maravilhoso resultado final da fé?

Tome cuidado, o esgotamento físico e mental é perigoso! O inimigo gosta de tocar piano em nervos destruídos.

Filhos de Deus devem ser pessoas que buscam o alvo, que correm corretamente na pista da corrida da fé, aquecidos pelo pensamento de que a recompensa eterna espera por eles.

Não permita que o inimigo o engane seguidamente, que constantemente fale a você coisas deprimentes. Faça como os homens e as mulheres da Bíblia. Eles eram fascinados pela gloriosa recompensa que esperava por eles ao final da batalha.

Que exemplos incentivadores a Palavra de Deus nos apresenta! Toda uma galeria de corajosos heróis da fé lhe incentiva: “O seu empenho compensa! A sua fé compensa! A fé com coragem e ânimo compensa!”.

Quantos precisam suportar humilhações e constante zombaria no trabalho por causa de Jesus! Sua recompensa será grandiosa.

Há as esposas crentes que, por amor a Jesus, suportam pacientemente as zombarias e outras maldades de seus maridos incrédulos. Que clamam com o coração sangrando pela salvação de seus maridos, porque elas observam como eles estão indo a caminho da perdição eterna. Não, as suas orações não são em vão.

Alunos e estudantes são ridicularizados por amor a Jesus e considerados retardados. Eles aceitam corajosamente muitos prejuízos porque não querem negar seu Salvador. Sua recompensa será grandiosa.

Muitos ficam extremamente tristes porque observam a decadência da fé e a igreja sendo “intoxicada pelo mundo”. Muitos crentes sofrem uma inclinação espiritual. Não perca o ânimo! Permaneça firme na fé, pois ela terá uma grandiosa recompensa (ver Hebreus 10.35).

Há aqueles pais que choram por seus filhos incrédulos, que constantemente acordam sobressaltados à noite porque o rapaz ou a moça ainda não voltaram para casa. Não se desespere! O Senhor recompensará a sua fé. Olhe para o seu Salvador! Para quem ele se dirigiu quando sofreu com as amargas dores ao lutar com a morte? Quando os poderes das trevas o provocaram para que ele descesse da cruz para salvar a si e a outros?

Por mais que o inimigo fique enfurecido, ninguém nos arrebatará das mãos de nosso Salvador.

O que o encorajou nessas horas de amarga dor e sofrimento foi a alegria de que um dia você estaria junto com ele. Seus amados, sua igreja, comprada com seu sangue eram a “alegria que lhe fora proposta”, que permitiram a ele suportar a cruz (ver Hebreus 12.2). Foi por isso que ele suportou ser açoitado, cuspido e esbofeteado. Por isso ele suportou pacientemente a coroa de espinhos. Ele, o Santo! Ele, cuja boca conhecia somente graça e amabilidade, somente verdade e fidelidade. Ele que foi xingado de mentiroso, que foi ofendido ao ser chamado de beberrão e glutão. Que não ameaçava diante dos sofrimentos, mas que em tudo se submetia ao seu Deus. Que suportou a tudo com humildade inexplicável e com a paciência de um cordeiro. Que tremendo Salvador! Você consegue compreender tudo isso? Eu não. Mas nós podemos usufruir tudo. Podemos lhe dar louvor. Demonstrar nossa fidelidade em amor e admirá-lo em adoração em nossa vida cotidiana.

Seja valente nas provações, corajoso nas adversidades e nas tentações. Mesmo quando passar por uma inexplicável escuridão. A couraça da fé não solta as amarras. Ao final, o cumprimento dos seus anseios estará esperando por você, quando o Senhor Jesus lhe tomar em seus braços.

Sim, isso confere: contemplar ao Senhor será a recompensa por tudo. E então haverá celebração. Eternamente. Mesmo a mais deslumbrante fantasia não consegue imaginar aquilo que nosso amado Senhor Jesus preparou para aqueles que o amam. O mundo pode continuar andando em seu caminho frívolo, agitado pelas crises. Nós, no entanto, receberemos um reino inabalável e a recompensa das amorosas mãos dele.

Por mais que o inimigo fique enfurecido, ninguém nos arrebatará das mãos de nosso Salvador. — Manfred Paul

Manfred Paul é autor de muitos livros, folhetos e brochuras que foram distribuídos em mais de 30 países, encorajando milhões de pessoas. Casado há mais de 50 anos, tem 3 filhos e 10 netos. Foi Diretor e encarregado das missões da organização internacional Janz Team (agora TeachBeyond), em Lörrach, Alemanha. Por 24 anos foi evangelista e líder espiritual da missão Werner Heukelbach, onde pregou na Alemanha e no exterior. Também participou de transmissões de rádio em diversos países, como Alemanha, Rússia e Equador. Aos 76 anos, ele não pensa na bem merecida aposentadoria. Toda a sua vida está a serviço do Senhor Jesus Cristo.

Veja artigos do autor

Fale ConoscoQuem SomosTermos de usoPrivacidade e Segurança