Está tão difícil esperar!

... sendo fortalecidos com todo o poder, de acordo com a força da sua glória, para que tenham toda a perseverança e paciência com alegria, dando graças ao Pai...” (Colossenses 1.11-12a).

Ele queria muito saber o que estava escondido dentro das caixas de presente. Curioso como era o nosso pequeno Stefan, com seus 3 anos de idade, ele mexeu tanto com suas mãozinhas nas caixas até que conseguiu rasgar todas elas. O seu “bigode” de chocolate denunciou a sua transgressão.

Ah, essa impaciência! Também acontece com você? Temos uma imensa dificuldade em esperar. Tamborilamos nervosamente com as pontas dos dedos na mesa. Ficamos irritados quando as coisas não correm conforme havíamos imaginado. Reagimos exaltados a cada toque de campainha. Poderia ser o celular. Afoitos, forçamos o trinco da porta a ponto de arrancar a maçaneta dela. A passagem, porém, permanece fechada para nós.

É simplesmente assim: pessoas impacientes são companhias desagradáveis. Muitas vezes elas são injustas no trato com os outros e, com seu mau humor, conseguem gerar climas ruins. Não é de admirar que sua alma é propensa a entrar em depressão. Por isso, as pessoas impacientes muitas vezes são solitárias.

Você também sofre com a impaciência? Você também não consegue esperar até que o tempo amadureça e chegue a hora determinada por Deus? A impaciência e a obstinação caminham lado a lado. Impaciência leva à imprudência e à desobediência. Poderíamos evitar muitas preocupações, pois infelizmente muitas das dificuldades são geradas “em casa”. Isso deveria mudar.

Por isso, permita que essa palavra da Bíblia possa regar a seca em sua alma como se fosse gotas de orvalho. Esse desejo de bênção divina está agora diante de você como se fosse um puríssimo diamante. Olhe para ela – a Bíblia – constantemente, pois nela o Senhor Jesus abre um tesouro para você. Assim, elimine decididamente a impaciência e a indignação do seu coração! Se eles estiverem previamente vazios, Deus consegue encher estojos com as joias dele.

Nunca se esqueça: mesmo que as portas dos seus relacionamentos estejam trancadas com ferrolhos e as circunstâncias zombem ironicamente para o conscientizarem de sua incapacidade: para Deus não há nenhuma “passagem proibida”! Ele não necessita do auxílio de um chaveiro. Quando ele se aproxima, as dobradiças se soltam e as portas voam. O seu Deus nunca chega atrasado. Por isso, perseverar e ter paciência fazem todo o sentido para os filhos de Deus. A alegria vitoriosa consiste em saber que os relógios de Deus funcionam baseados na agenda de eventos dele. Por isso, não permita que o inimigo o induza a tomar decisões precipitadas. O seu Pai Celestial deseja presenteá-lo com perseverança e paciência. Assim, não continue sentado resignadamente em um canto, em autocomiseração. Não fique olhando para os outros, que aparentemente não têm ondulações ou buracos em suas estradas. Teus pensamentos deveriam estar repletos de gratidão, pois o desejo de bênção mencionado acima é igual a um gracioso buquê de flores vindo do céu. Ele serve para conscientizar você de que o seu Senhor mantém as suas questões nas melhores e mais seguras mãos.

E, por mais escuro que possa parecer ao seu redor, fale com firmeza na fé e com muita esperança: “O Senhor é a minha luz e a minha salvação; de quem terei temor?” (Salmo 27.1). E por mais que o espesso nevoeiro obstrua a sua visão e você não consiga enxergar uma passagem – o radar de Deus o conduzirá com segurança através da mais densa névoa. Você até pode se dar ao luxo de se jogar descontraidamente nos braços amorosos dele, pois quem conduz o navio da sua vida é o piloto celestial, que conhece cada ponto raso do mar. Se ele disse que você não precisa se preocupar, você não acha que então ele poderia dispensar a sua ajuda em se preocupar?

Se ele disse que você não precisa se preocupar, você não acha que então ele poderia dispensar a sua ajuda em se preocupar?

O que cabe a você fazer é simplesmente agradecer que o seu Pai Celestial não consegue decepcionar aqueles que se agarram às suas promessas. Faça o teste! Você vai se admirar como isso faz bem para a sua alma inquieta. E, então, as suas orações terão muito mais alegria pela fé. As suas atitudes refletirão mais da paz de Deus. Isso poderá afastar muitas brigas, fazer com que a inveja se dissipe no ar.

Deus não está interessado em nosso empenho e correria. Ele tem prazer em nos surpreender com novas bênçãos. Ele se alegra quando pode finalmente ser o que ele é: nosso fiel Pai e Provedor Celestial, que faz de tudo para o bem de nossa alma. Se não fosse assim, essa promessa constaria em sua Palavra? Lembre-se, no entanto, que cada promessa na Palavra de Deus está vinculada a uma condição.

“Vocês andarão em todo o caminho que eu ordenar, para que tudo vá bem a vocês” (Jeremias 7.23).

Manfred Paul

Fale ConoscoQuem SomosTermos de usoPrivacidade e Segurança